CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

sexta-feira, 31 de dezembro de 2021

Governo publica MP com regras para renegociação de dívidas do Fies - MP vale para quem contratou financiamento até o 2º semestre de 2017

O presidente Jair Bolsonaro editou medida provisória (MP) que estabelece regras para a renegociação de dívidas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O texto foi publicado em edição extra o Diário Oficial da União (DOU), na noite desta quinta-feira (30). Podem pedir o parcelamento de débitos vencidos e não pagos estudantes que tenham formalizado a contratação financiamento até o segundo semestre de 2017.

O Fies é um programa do governo federal destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores não gratuitos e com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério da Educação (MEC). As inscrições para o Fies ocorrem duas vezes por ano, antes do início das aulas em cada semestre.

Dentre as principais propostas da MP estão o parcelamento das dívidas em até 150 meses (12 anos e meio), com redução de 100% dos encargos moratórios e a concessão de 12% de desconto sobre o saldo devedor para o estudante que realizar a quitação integral da dívida.

No caso de estudantes com mais de um ano de atraso, "em que a recuperabilidade é muito menor", segundo o governo, o desconto será 92% da dívida consolidada, no caso dos estudantes que estão no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) ou foram beneficiários do auxílio emergencial. Para os demais estudantes, o desconto será de 86,5%.

"Dessa forma, concretiza-se um instrumento efetivo de saneamento da carteira de crédito do Fies, por meio de disponibilização de renegociação e incentivo à liquidação integral da dívida dos estudantes financiados com o Fundo, possibilitando-se também a retirada das restrições nos cadastros restritivos de crédito dos estudantes e de seu fiador", destacou a Secretaria-Geral da Presidência, em nota.

A norma também fixa uma nova definição sobre a cobrança judicial dos débitos do Fies. Segundo o governo federal, o objetivo é "respeitar os critérios de racionalidade, economicidade e eficiência, para não onerar sobremaneira o Poder Judiciário, devendo as dívidas do Fies somente serem judicializadas com razoável certeza de recuperabilidade".

A renegociação de dívidas do Fies deverá ser realizada por meio dos canais de atendimento que serão disponibilizados pelos agentes financeiros do programa. A medida provisória entra em vigor de forma imediata, mas precisará ainda ser aprovada em definitivo pelo Congresso Nacional em até 120 após o fim do recesso legislativo, que termina em fevereiro.

Da Agência-Brasil

quinta-feira, 30 de dezembro de 2021

RÉVEILLON 2022 EM TARAUACÁ: VEJA AS OPÇÕES DE FESTAS NA VIRADA DO ANO NA 'TERRA DO ABACAXI'


O Blog do Accioly
listou as principais festas da virada do ano no município de Tarauacá. Cidade de povo festeiro que com toda a certeza promoverá o réveillon de 2022 muito movimentado graças ao avanço da vacinação. Os espaços de bares, restaurantes e clubes na cidade, 
voltarão a ter grandes festas. A pandemia do corona vírus e o surto de gripe fazem com que as pessoas observe alguns cuidados. Importante que tenham tomado as vacinas. 


Réveillon do Bar do Pai -
Bar com espaço para festas dançantes, localizado na Avenida Tancredo Neves - Centro de Tarauacá. Festa acontecerá com DJ Tiago Albuquerque, Grupo Skema e Cigano do Arrocha.


Réveillon da Mamut Halls - Boite mais top da cidade, localizada no interior do complexo do Swing Clube com climatização e iluminação de última geração. Festa será animada pelos DJs Jadson Ruslan, Lauana Alencar e o grande cantor Ferdiney Rios.


Réveillon da Maçonaria - O tradicional Reveillon da Maçonaria será realizado no Clube das Acácias, localizados no centro da cidade. No comando da festa, a Banda Tarauacaense Forró Na Farra, além de Chalis Calazan, Carol Gomes e DJ Aden.

O "esquenta reveillon" fica por conta dos espaços pubs como Galeria Ricardo, Bonapetit, Semáforo, Conveniência do Posto Figueiredo, Bona Pizzaria, Alphae outros. Aleém da reuniões familiares em residências. 

O blog deseja boas Festas a todos e todas. 

Banco da Amazônia oferta 219 vagas em novo concurso para 2022


Na próxima quinta-feira, dia 30, será divulgado o Edital do novo concurso do Banco da Amazônia. Serão oferecidas 219 vagas para preenchimento imediato e 936 para cadastro de reserva. As inscrições começam no dia 05 de janeiro de 2022 e a prova será dia 13 de março de 2022. A responsável pela organização do certame é a Cesgranrio. O resultado final está agendado para 16/05/2022.

Para quem tem nível médio, serão ofertadas 204 vagas para o cargo Técnico Bancário (TB) para preenchimento imediato e 816 vagas para cadastro de reserva. Para este cargo será exigido certificado de conclusão ou diploma de curso de nível médio, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação.

Para profissionais da área de Tecnologia da Informação, serão ofertadas 15 vagas para preenchimento imediato e 120 para formação de cadastro de reserva.

De acordo com a Gerência de Gestão de Pessoas (GEPES), a jornada de trabalho para TB será de 6 horas diárias, totalizando 30 horas semanais. A remuneração inicial será de R$ 2.937,18. Para os TCs, a jornada de trabalho será de 6 horas diárias, totalizando 30 horas semanais. A remuneração inicial será de R$3.490,88.

Como vantagens serão oferecidos:

Auxílio Refeição (PAT) = R$ 922,34
Cesta Alimentação = R$ 726,71
Auxílio-creche = R$ 477,48

Os aprovados terão ainda a possibilidade de exercício de funções gratificadas, a critério do Banco da Amazônia, como ascensão e desenvolvimento profissional; participação no Plano de Previdência Complementar do Banco da Amazônia – PrevAmazônia; participação nos lucros ou nos resultados da Empresa, observadas as disposições legais em vigor.

As provas sejam realizadas em todas as capitais dos estados que compõem a Amazônia Legal, mais a cidade de Santarém (Belém-PA, Rio Branco-AC, Palmas-TO, São Luís-MA, Boa Vista-RR, Porto Velho-RO, Cuiabá-MT, Manaus-AM e Macapá – AP).

Os interessados devem acessar o site da Cesgranrio (https://www.cesgranrio.org.br) a partir do dia 30 de dezembro para ter mais informações com o edital.

Por Ac24Horas

Estudo indica que vacinas aumentam proteção de quem já teve covid-19 - Aplicação da 2ª dose elevou o nível de proteção contra reinfecções


Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) publicaram hoje (29) um estudo sobre vacinas contra covid-19 usadas no Brasil que aumentam a proteção contra o SARS-CoV-2 em quem já teve a doença previamente. O trabalho foi publicado em formato preprint no site Medrxiv, o que significa que ainda precisa ser revisado por outros cientistas.

Os pesquisadores avaliaram 22.565 indivíduos acima dos 18 anos que tiveram dois testes de RT-PCR positivos e 68 mil que tiveram teste positivo e depois negativo, entre fevereiro e novembro deste ano.

Segundo o artigo, a vacinação com as duas doses de AstraZeneca, Pfizer e CoronaVac, ou com a dose única da Janssen, foi capaz de reduzir reinfecções sintomáticas e casos graves da doença em quem já havia contraído a covid-19 anteriormente. A pesquisa mostrou que, quando a vacina requer duas doses, a aplicação da segunda dose de fato elevou o nível de proteção contra reinfecções nos indivíduos estudados.

Principal pesquisador responsável pelo estudo, Julio Croda, da Fiocruz Mato Grosso do Sul, explica que análise contou com a base nacional de dados sobre notificação, hospitalização e vacinação e confirma a necessidade de completar o esquema vacinal mesmo em quem já teve covid-19.

“A importância de ser vacinado é a mensagem principal, e a necessidade dessas duas doses para maximizar a proteção. Vemos que alguns países chegam a recomendar apenas uma dose para quem teve covid-19, por considerar que estes já contam com um certo nível de anticorpos neutralizantes. Mas esse tipo de avaliação de efetividade na vida real mostra que há um ganho adicional com a segunda dose. É um ganho substancial contra as formas graves", disse ele em entrevista à Agência Fiocruz de Notícias.

Ao analisar os dados, os pesquisadores descobriram que, após a infecção inicial, a efetividade contra doença sintomática 14 dias após o esquema vacinal completo é de 37,5% para a CoronaVac, 53,4% para AstraZeneca, 35,8% para Janssen e 63,7% para Pfizer. Já a efetividade contra hospitalização e morte, também após 14 dias da aplicação, é 82,2% com a CoronaVac, 90,8% com a AstraZeneca, 87,7% com a Pfizer e 59,2% com a Janssen. O estudo completo pode ser acessado em inglês no site Medrxiv.

Da Agência Brasil

quarta-feira, 29 de dezembro de 2021

TARAUACÁ: IRMÃO FALA SOBRE A MORTE DE JOVEM NO HOSPITAL SANSÃO GOMES E MANIFESTA VERSÃO DA FAMILIA

 

TARAUACA: NOTA DE ESCLARECIMENTOS

NOTA DE ESCLARECIMENTO


A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio da direção do Hospital Dr. Sansão Gomes, em Tarauacá, sobre óbito do paciente menor de idade, B.O.L., esclarece que o mesmo deu entrada no 28 de dezembro, apresentando sintomas de gripe e histórico ativo de tabagismo.

A Direção informa que o paciente recebeu atendimento médico, realizou vários exames, entre eles um raio-x do tórax, bem como foi medicado e encaminhado para o setor da observação onde ficou em um leito fazendo uso de oxigênio.

Por volta das 14h10, prestes a ser encaminhado ao setor de internação, o paciente apresentou piora do quadro clínico e foi levado ao atendimento de urgência, necessitando de intubação. Infelizmente o paciente foi a óbito em virtude de insuficiência respiratória aguda, edema agudo de pulmão e broncopneumonia.

A Direção saliente que desde seu ingresso na unidade, o paciente recebeu todo o tratamento, medicação e exames necessários, prezando pela vida e sempre proporcionando o melhor atendimento à população.




Francisco Assis Souza de Araújo Sampaio
Gerente geral do Hospital Dr. Sansão Gomes

Nova versão de 'Pantanal' chega à TV Globo em 2022; confira as primeiras imagens

Alanis Guillen é Juma Marruá em Pantanal — Foto: Globo

Relembre a trama!

Por Gshow — Rio de Janeiro

"Pantanal" é uma saga familiar que tem o amor como fio condutor e a natureza como protagonista. Fonte da maior concentração de fauna das Américas e maior planície alagada do mundo, o Pantanal foi inspiração para a obra escrita há mais de 30 anos por Benedito Ruy Barbosa e que chega à TV Globo em 2022, no horário das nove, em uma nova versão escrita pelo autor, Bruno Luperi, com direção artística de Rogério Gomes.

Renato Góes está no elenco de 'Pantanal' — Foto: Globo

No tronco central dessa jornada, repleta de dramas familiares e conflitos, está a história do velho Joventino (Irandhir Santos) e seu filho, José Leôncio (Renato Góes / Marcos Palmeira). A vida como peão de comitiva os levou para o Pantanal, onde Joventino aprendeu a lição mais importante de sua vida: que a natureza pode mais do que o homem. Ao confiar o seu destino nas mãos da natureza, o peão compreende que na lida - e na vida - nada se conquista através da força, ou no laço, como ele acreditava. Nascia, assim, a lenda do maior peão de toda aquela região. Velho Joventino ficou afamado por trazer os bois selvagens, os ditos marruás, no feitiço. Porém, foi logo após essa compreensão, que Joventino desapareceu sem deixar rastros, deixando o filho, José Leôncio, sozinho à espera de seu pai.

Cinco anos depois, em uma viagem ao Rio de Janeiro, José Leôncio se apaixona e casa com Madeleine (Bruna Linzmeyer / Karine Teles). Os dois se mudam para o Pantanal onde nasce Jove (Jesuíta Barbosa). A passagem de Madeleine pela fazenda, porém, é um caos. Com saudade da vida urbana e da mordomia da mansão de seus pais no Rio de Janeiro, a jovem não se acomoda àquela sina de solidão que é ser mulher de peão. Com o marido sempre em comitivas, ela se vê obrigada a conviver com Filó (Leticia Salles / Dira Paes), funcionária da casa a quem pouco conhece e nada confia. A verdade é que Madeleine não entende bem a relação de Filó com Zé Leôncio, tão pouco a relação dele com Tadeu (José Loreto), filho de Filó e afilhado do patrão. O que Madeleine não sabe é que Filó era uma morena de currutela – prostitutas que vivem nas vilas por onde as comitivas passam – com quem José Leôncio se relacionou em uma de suas viagens no passado.

Madeleine foge do Pantanal levando Jove, ainda bebê, de volta para a mansão da família Novaes. O menino cresce longe das vistas do pai, que se viu incapaz de brigar pela guarda do filho. Zé jamais deixou de cumprir suas obrigações legais, enviando fielmente uma quantia excepcional de pensão mensal. Sem se dar conta que, onde sobra dinheiro, falta o afeto. Jove cresce acreditando que seu pai havia morrido, enquanto Zé, sem saber da mentira criada pela ex-mulher, não procurava o filho, acreditando ter feito o melhor ao se afastar de vez de Madeleine.

Na ausência de Jove, o fazendeiro encontra em Tadeu um herdeiro, mais do que para as suas terras, para os valores e tradições de sua família. Alguns anos após a partida de Madeleine, Filó diz que Tadeu também é filho de José Leôncio. Apesar da alegria dos três com a revelação - em especial de Tadeu -, a informação é guardada por eles à sete chaves. De forma que, da porta para fora, Tadeu segue apenas como afilhado do patrão, o que lhe doí profundamente.

Duas décadas se passam marcando a mudança de fase na novela. Jove descobre que seu pai está vivo e vai à sua procura. É desse encontro e toda sua enorme expectativa, marcados por uma festança para todo o povo da região da fazenda, que começam os grandes conflitos entre os Leôncio. Embora desejem profundamente viver a relação entre pai e filho, Zé e Jove são confrontados por um abismo de diferenças comportamentais e culturais, inaceitáveis aos olhos um do outro. Não bastasse as diferenças entre eles, o rapaz ainda precisa lidar com o ciúme de Tadeu, que carrega no peito o vazio de não sentir-se filho legítimo de José Leôncio. Um bastardo. Amado, mas não reconhecido. Para completar a confusão familiar, em determinado momento todos são surpreendidos com a chegada de um terceiro filho para disputar o amor e a admiração deste pai: José Lucas de Nada (Irandhir Santos) chega à fazenda por obra do destino e descobre ali os laços familiares que nunca teve.

O cenário pantaneiro abriga ainda o encontro entre Jove e Juma Marruá (Alanis Guillen). Filha de Maria Marruá (Juliana Paes) e Gil (Enrique Diaz), a jovem não abre a guarda para ninguém. Apesar da pouca idade, Juma é uma mulher forte, que aprendeu com a mãe a se defender do "bicho homem", a espécie mais perigosa que pode vir a rondar a tapera onde mora. Também pudera. Foi o bicho homem que levou seu pai, sua mãe e cada um de seus irmãos. Forjada pela desconfiança, Juma se torna uma mulher selvagem e arredia. "Não existe quem consiga domar aquela onça" dizem. Porém, as mesmas razões que afastam Jove de José Leôncio, o aproximam de Juma. Entre eles, uma linda paixão se inicia. Um amor puro, fruto desse encontro improvável e natural, que marca para sempre o destino de todos. Contudo, não demora para que as diferenças culturais e sociais do casal tornem a relação em muitos níveis complicada e bastante improvável. Para a alegria de uns e lamento de outros.

Em cada detalhe deste conto, há um fator comum: a necessidade de aceitar a natureza como ela é. E o grande porta-voz deste ensinamento é o Velho do Rio (Osmar Prado). Um encantado – uma entidade sobrenatural –, que na maior parte do tempo assume a forma de uma sucuri (a maior de todo o Pantanal), mas que também se apresenta na forma humana. O Velho do Rio é responsável por cuidar não só daquelas terras e dos animais que ali habitam, mas por zelar pelas relações interpessoais que se desenrolam por lá. Para ele, o homem é o único ser que queima as árvores que lhe dão o ar e envenena a água que bebe. Essa e outras lições vão moldando os caminhos dos personagens, ao passo em que vão apresentando soluções e mais mistérios àquele universo. E ele não é o único. Os moradores da região acreditam fielmente que Maria Marruá vira onça, principalmente, quando precisa defender os seus, ou "quando fica com réiva". E não se espantariam se descobrissem que o “dom” teria sido passado à Juma.

Além dos conflitos principais, a música é outro grande destaque desta história. Foi há 30 anos e continuará sendo agora, no texto de Bruno Luperi e na direção de Rogério Gomes. A presença de Almir Sater, que esteve na versão escrita por Benedito, e retorna agora, é um capítulo à parte. Almir vive o chalaneiro, Eugênio, que leva e traz as pessoas ao Pantanal e, por isso, passa por quase todos os núcleos. Dentre os duetos especiais, o público terá a oportunidade de ouvi-lo tocar ao lado de Chico Teixeira (filho do parceiro de estrada de Almir, Renato Teixeira), que dará vida ao peão Quim na primeira fase da novela. Já durante as famosas rodas de viola que marcaram a segunda fase da versão original, Eugênio participará ao lado de Tibério (Guito) e Trindade, papel de Gabriel Sater, que encara o desafio de refazer o personagem original de seu pai.


Desse mergulho entre tantas lições, evidentes ou metafóricas, junto à profundidade dos personagens que navegam pelo mar de detalhes que constroem a novela, surge o elo que sela o sucesso histórico da trama.

“O Pantanal resgata heróis. É uma característica muito forte da obra do meu avô, que tem um caráter épico e fala sobre valores com esses personagens fortes e inspiradores. O Zé Leôncio é um personagem que te inspira, que te faz acreditar que o mundo pode ser melhor, que existem pessoas que são corretas, dignas. Ainda assim, ele comete seus erros. A novela também tem esse caráter humano, que é o que mais me move, porque gera empatia. Ninguém é perfeito. A possibilidade de se apaixonar e odiar o protagonista e o antagonista é real”, comenta o autor Bruno Luperi.

Como toda adaptação, a história original passa por mudanças e atualizações necessárias para conversarem com uma nova realidade e uma nova geração. As atualizações, claro, não se limitam ao texto, mas também nas imagens fascinantes do Pantanal que serão atualizadas.

“Hoje em dia, temos a tecnologia a nosso favor. Na época, Jayme Monjardim fez muito bem a novela, foi ousado, fez um desenho de produção diferente, mesmo com toda dificuldade. Hoje, as câmeras são menores, temos drones, câmeras para dentro d’água, a qualidade de captação é outra, é tudo muito mais moderno que antes. Você consegue captar imagens do Pantanal de maneira diferente daquela época, quando eles não tinham esses recursos”, diz o diretor artístico Rogério Gomes.

‘Pantanal’ é escrita por Bruno Luperi, baseada na novela original escrita por Benedito Ruy Barbosa. A direção artística é de Rogério Gomes, direção de Walter Carvalho, Davi Alves, Beta Richard e Noa Bressane. A produção é de Luciana Monteiro e Andrea Kelly, e a direção de gênero é de José Luiz Villamarim.

TARAUACÁ: CHAPECOENSE VENCE O MUNICIPAL DE FUTSAL 2021


O Chapecoense sagrou-se o grande campeão do futsal tarauacaense vencendo a final contra o time do Londrina pelo placar de 4x3 com direito a ginásio lotado. O jogo aconteceu na noite desta terça feira e o campeonato foi promovido pela prefeitura, através da sua divisão de esportes.

Além de troféus e medalhas, os campeões receberam premiação em dinheiro. Chape ficou com R$ 4.000,00 e Londrina com R$ 2.000,00.

O fundador da "Chape" Oséias Ribeiro falou sobre a conquista. "Criei a CHAPE em 2017 e não tinha ideia que chegaria tão longe. Mas isso tudo se deu graças ao esforço do nosso treinador João Paulo e seu auxiliar Oziel Ferreira. Os dois vêm fazendo um grande trabalho, sem falar no empenho de cada jogador dessa equipe e da nossa torcida sempre presente", disse Oséias.

TARAUACÁ: JOVEM MORRE NA EMERGÊNCIA DO HOSPITAL SANSÃO GOMES E CASO REPERCUTE MUITO NO MUNICÍPIO


Um jovem de 17 anos morreu na última terça feira (28) nas dependências do Hospital Sansão Gomes do município de Tarauacá, após a família procurar atendimento. 

O caso está repercutindo muito devido as especulações em relação às causas e condições da morte. 

Um vídeo, que circula nas redes sociais mostra o rapaz supostamente agonizando deitado no chão do hospital a espera do atendimento.

De acordo com informações preliminares do Hospital Sansão Gomes, o jovem chegou pela manhã, tava saturando uma média de 95%, era fumante desde os 15 anos, estava com os sintomas da gripe especialmente, febre alta. 

Foram aplicados medicamentos e requisitados exames, que constataram uma pneumonia já em estado avançado. Logo o quadro dele piorou e os médicos fizeram os procedimentos emergenciais chegando a entubá-lo. 

"Ele chegou ao hospital por volta das 8:30 e as 9:30h iniciamos o atendimento. fizemos o procedimento dentro do protocolo normal. Pedimos exames, testes de covid e outros. Durante uma hora tentamos a ressuscitação cardíaca. Ele teve um edema agudo, seus rins pararam além de outros problemas que o levaram a óbito", disse uma médica.

Em breve será publicada uma nota oficial do HSG  

Portaria prorroga regras de concessão do BPC a pessoas com deficiência - Medidas excepcionais passam a valer até 31 de dezembro de 2022


O governo federal publicou hoje (29) no Diário Oficial da União (DOU) uma portaria que prorroga até 31 de dezembro de 2022 as medidas excepcionais para a concessão do Benefício de Prestação Continuada (BPC) para pessoas com deficiência. O texto alterou uma lei de junho deste ano que previa a adoção dessas medidas até 31 de dezembro de 2021.

Em razão da pandemia de covid-19, a legislação determinou a possibilidade do uso de videoconferência para realização da avaliação social para a concessão e revisão do benefício.

A portaria, assinada pelos ministérios da Cidadania e do Trabalho e Previdência, também diz que poderá ser aplicado o padrão médio da avaliação social para a concessão ou manutenção do benefício desde que a avaliação médica já tenha sido realizada e constatado o impedimento de longo prazo.

Pelo padrão médio, é possível deduzir da renda familiar bruta gastos com saúde, como tratamentos médicos, medicamentos, fraldas, alimentos especiais, entre outros e que não estão disponíveis gratuitamente no Sistema Único de Saúde (SUS) ou no Único de Assistência Social (SUAS).

O BPC concede um salário mínimo por mês ao idoso com idade igual ou superior a 65 anos ou às pessoas com deficiência de qualquer idade. Para ter acesso ao benefício é necessário que a renda por pessoa do grupo familiar seja igual ou menor que um quarto do salário-mínimo.

No caso da pessoa com deficiência, além da renda, também há uma avaliação médica e social no Instituto Nacional do Seguro Social para comprovar se a condição causa algum tipo de impedimento, seja de natureza física, mental, intelectual ou sensorial de longo prazo, com efeitos por pelo menos 2 anos e que impeçam a pessoa de ter um pleno convívio social.

Por Luciano Nascimento
Repórter da Agência Brasil - Brasília

UM POEMA PARA ALZIRA

 



"Então você veio
Também
Nós insistimos tanto
Aí você veio
Quando a gente achava que você não viria mais
Aí você veio
Contrariando a lógica
Surpreendendo a normalidade
Nutrindo nossos corações de alegrias
Mas, você não veio só por vir
Você veio pra brilhar 
Como as estrelinhas do céu
Como a lua e o sol
Então você veio
Para acalmar nossa mente
Povoar nossa solidão
Sossegar nossa alma
Então você veio
Pra amar
Ser amada
Para ser amor
Aí você veio 
Pra nos dizer 
Sigam em frente
Eu estou com vocês
Estamos juntos
Então você veio
E disse
Prazer 
Eu sou a Alzira
Irmã do GG
Da Janinha
Do Neto e do Henrique
Sou a Bebê do sonho da mamãe Janaina
Do papai Accioly
Eu sou a Alzira 
Dos Furtados
Dos Neris
Dos Acciolys
De todos os sobrenomes
De Deus o Criador"

(Por Raimundo Accioly)

TARAUACÁ: Estado e Município se unem e vão oferecer vacinas nas escolas do município em combate à Gripe e Covid-19


Na última semana o município de Tarauacá registrou aumento significativo dos casos de síndrome gripal. Idosos, adultos, jovens e crianças com principais sintomas de gripe como febre, dor de garganta, tosse, dor no corpo e dor de cabeça, o que tem sobrecarregado o sistema de saúde, com alta procura de pacientes as unidades de saúde e o hospital Dr. Sansão Gomes. Nesta semana a Secretaria municipal de Saúde (SEMSA) recomendou que seja feito um planejamento em relação as aulas, como meio de prevenção e evitar a propagação do subtipo H3N2 do vírus influenza que circula em todo o Estado.

A Coordenadora da Representação da SEE no município, Janaina Furtado, participou de uma reunião na manhã desta terça-feira (28) com o Secretário Municipal de Saúde, Aderlândio França, para tratar sobre uma campanha educativa e aplicação de vacinas contra a Gripe e Covid-19 no interior das escolas da rede estadual de ensino.

"Propomos essa ação por conta do surto de gripe que acontece em Tarauacá e o Secretário Aderlândio foi muito receptivo em aceitar. Nossa equipe do Núcleo de Educação já elaborou um cronograma de visitas às escolas, onde em parceria com SEMSA devemos realizar uma campanha de vacinação aos estudantes, profissional de educação e pais, além de orientações sobe a prevenção das doenças. Essa parceria entre Estado e Município é muito de grande significância nesse momento", ressaltou.

Ainda de acordo com a coordenadora Janaina o Secretário Aderlândio França, que também é professor, está muito preocupado com o surto de gripe que tem levado um grande número de pessoas a lotarem as unidades de saúde.

"Na educação estamos cientes que isso gera nos pais uma certa preocupação e com toda razão. Por isso, em parceira com a prefeitura vamos realizar uma campanha de reforço nas escolas do Estado sobre o coronavírus, gripe, vacinação, uso de máscaras e antisséptico para proteção e prevenção da H3N2 e Covid-19”, destacou.

O Secretário de Saúda, Aderlândio França, frisa que em relação a Covid-19 o município não relatou casos recentemente, atribuindo a alta adesão das vacinas por parte da população, apesar do atual surto de gripe. “ Vale destacar que mesmo com atual surto de gripe que tem afetado a população e uma pequena parte dos nossos profissionais de saúde, graças a vacina não registramos casos recente do novo coronavírus, por isso, é louvável que façamos o reforço das medidas de prevenção da Covid estendendo-a para a gripe comum. As vezes sem registro de casos do Coronavírus, as pessoas acabam por descuidar e relaxando as medidas protetivas como o uso de máscaras e antisséptico que servem para ambos os vírus. Vamos está disponibilizando uma equipe para que em parceira com o núcleo de educação, possamos reforçar a medidas de proteção para evitarmos a propagação do vírus influenza”, disse o Secretário.


Cronograma de visitas às Escolas



Gripe x covid-19

Embora os sintomas sejam bastante parecidos, há especificidades entre as duas doenças. Na gripe, sintomas como febre, tosse seca, cansaço, dores no corpo, mal-estar e dor de cabeça são comuns. Coriza ou nariz entupido e dor de garganta podem aparecer, mas são menos frequentes.

A gripe pode evoluir para casos graves e até mesmo para a morte. Segundo material explicativo do Instituto Fernandes Figueira, da Fundação Oswaldo Cruz (IFF-Fiocruz), a hospitalização e a possibilidade de óbito estão, em geral, vinculadas aos grupos de alto risco. A influenza pode também abrir espaço para infecções secundárias, como aquelas causadas por bactérias.

Na covid-19, febre e tosse seca são sintomas comuns. Já cansaço, dores no corpo, mal-estar e dor de garganta podem surgir às vezes. A doença tem outros sintomas que, em geral, não são sentidos por quem tem gripe, como perda do olfato e paladar.

A covid-19 também pode avançar para quadros mais graves, como evidencia a marca de mais de 600 mil pessoas. Pessoas nessas situações mais graves ou críticas podem ter forte falta de ar, pneumonia grave e outros problemas respiratórios que demandem suporte ventilatório ou internação em unidades de terapia intensiva.

“A covid-19, principalmente agora, dá muita queixa de perda de olfato e paladar. A influenza costuma deixar mais prostrado, acamado, dor no corpo, sensação de congestão. Quando a gente compara as duas, a influenza dá muito mais sintomas. Pra gente fechar o diagnóstico, somente com exame laboratorial”, diz Ana Helena Germoglio (Agência Brasil).


Assessoria/Núcleo SEE/Tarauacá

terça-feira, 28 de dezembro de 2021

TARAUACÁ: EX-JOGADOR ADIR PEREIRA ENSINA CRIANÇAS E INCENTIVA ADULTOS À PRÁTICA DO FUTEBOL


O Desportista Adir Pereira, ex-craque da seleção de Tarauacá e um dos melhores do Acre, encerrou as atividades do ano de 2021 da Escolinha Solidária, onde trabalha com a formação de base para mais de 200 crianças, promovendo um churrasco para as famílias dos pequenos atletas e também distribuindo presentes de natal enviados pelo Governador Gladson Cameli. 


O governador usou uma rede social para falar da ação. "Muito feliz em ver a alegria das minhas autoridades em Tarauacá. Enviamos presentes para 100 crianças. Quem entregou e me enviou essas fotos foi o Adir, da Escolinha Solidária. Obrigado meu amigo, pelo compromisso e dedicação" disse o governador.


Além da escolinha, Adir também investe no futebol máster, abrindo caminho e oportunidade para os ex-atletas que se não fosse a iniciativa, estariam esquecidos no tempo. Ele formou o grupo "Amigos do Adir" onde treinam, disputam jogos amistosos contra equipes locais e de outros município. 


"O importante é que essa galera que já deu muitas alegrias para a nossa torcida, continue em atividade. A gente joga, se diverte e interage. Neste final de semana reunimos todos eles para uma confraternização onde nos divertimos bastante. Ano que vem tem muito mais" disse Adir.      

TARAUACÁ ALERTA GERAL: SURTO DE GRIPE ASSUSTA POPULAÇÃO E LEVA CENTENAS À PROCURA DE ATENDIMENTO MÉDICO

 


O avanço assustador do surto de gripe em Tarauacá, fato que está levando dezenas de pessoas diariamente a procurarem atendimento médico, especialmente, no Hospital Sansão Gomes, e isso tem sobrecarregado o trabalhos dos profissionais de saúde da unidade. 

São idosos, adultos, jovens e crianças com os principais sintomas da gripe que são febre, dor de garganta, tosse, dor no corpo e dor de cabeça.

A prefeitura através da Secretaria Municipal de Saúde, anuncia que as UBS do município estarão de plantão para oferta de vacinação Covid, Influenza e outras de rotina. Duas serão Unidades Referências para os casos de gripe. 

Gripe x covid-19 

Embora os sintomas sejam bastante parecidos, há especificidades entre as duas doenças. Na gripe, sintomas como febre, tosse seca, cansaço, dores no corpo, mal-estar e dor de cabeça são comuns. Coriza ou nariz entupido e dor de garganta podem aparecer, mas são menos frequentes.

A gripe pode evoluir para casos graves e até mesmo para a morte. Segundo material explicativo do Instituto Fernandes Figueira, da Fundação Oswaldo Cruz (IFF-Fiocruz), a hospitalização e a possibilidade de óbito estão, em geral, vinculadas aos grupos de alto risco. A influenza pode também abrir espaço para infecções secundárias, como aquelas causadas por bactérias.

Na covid-19, febre e tosse seca são sintomas comuns. Já cansaço, dores no corpo, mal-estar e dor de garganta podem surgir às vezes. A doença tem outros sintomas que, em geral, não são sentidos por quem tem gripe, como perda do olfato e paladar.

A covid-19 também pode avançar para quadros mais graves, como evidencia a marca de mais de 600 mil pessoas. Pessoas nessas situações mais graves ou críticas podem ter forte falta de ar, pneumonia grave e outros problemas respiratórios que demandem suporte ventilatório ou internação em unidades de terapia intensiva.

“A covid-19, principalmente agora, dá muita queixa de perda de olfato e paladar. A influenza costuma deixar mais prostrado, acamado, dor no corpo, sensação de congestão. Quando a gente compara as duas, a influenza dá muito mais sintomas. Pra gente fechar o diagnóstico, somente com exame laboratorial”, diz Ana Helena Germoglio (Agência Brasil).

segunda-feira, 27 de dezembro de 2021