CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

COPÃO DE FUTEBOL DO VALE DO JURUÁ EDIÇÃO 2018 INICIA DIA 11 DE SETEMBRO NO ESTÁDIO “O CRUZEIRÃO”


O tradicional Copão de Futebol do Vale do Juruá envolvendo as Seleções de futebol dos municípios da região tem seu pontapé inicial marcado para o dia 11 de setembro no estádio “O cruzeirão”. 

A competição faz parte da programação cultural e esportiva alusiva aos 114 anos do município de Cruzeiro do Sul.

Segundo Camilo Segundes, chefe do Departamento de Esportes da Prefeitura de Cruzeiro do Sul, já confirmou presença os selecionados dos municípios de Porto Walter, Rodrigues Alves, Guajará-AM, Mâncio Lima e Marechal Thaumaturgo. Segundo Camilo, o convite foi também estendido para Ipixuna-AM, Tarauacá e Feijó, faltando este últimos confirmarem a participação no torneio.

Uma reunião acontecerá com os chefes dos Departamentos de Esportes e Secretários, nesta quinta-feira (23/08) as 09:00 horas da manhã na Secretaria de Cultura e Esporte para acertar os detalhes do inicio da competição.

O campeão da última edição do Copão do Vale do Juruá ocorrido em 2017 é a Seleção de Rodrigues Alves, que venceu na final a seleção de Guajará-AM na final pelo placar de 03x01.

Uma reunião ocorrida na manhã desta sexta-feira (31) na sede da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer em Cruzeiro do Sul, definiram os municípios que irão disputar o Copão de Futebol do Vale do Juruá - Edição 2018.

A Competição terá a participação de 06 (seis) municípios, que em forma de sorteio, ficou assim definida a disputa:

Chave "A" 

Rodrigues Alves 
Tarauacá 
Guajará 


Chave "B" 

Porto Walter 
Cruzeiro do Sul 
Mâncio Lima 

Forma de disputa: 

As seleções se enfrentam em suas respectivas chaves e avançam para a fase semifinal as duas melhores colocadas, onde a 1ª colocada da chave "A" enfrenta a 2ª colocada da chave "B" e vice-versa.

Confira a rodada de Abertura! 

Data: 11/09 (terça-feira) 
Local: Estádio "O Cruzeirão" 

Jogo 01 - Chave A: 
Rodrigues Alves X Tarauacá 
Horário: 18:00 hs 

Jogo 02 - Chave B: 
Cruzeiro do Sul X Porto Walter 
Horário: 20:00 hs


A competição faz parte da programação cultural e esportiva alusiva aos 114 anos do aniversário de Cruzeiro do Sul e do 3º Festival da Farinha.

Dúvidas e Informações entrar em contato com Camilo (Coordenador de Esportes) – (68) 99972-2125. 

Blog do Orleildo.
Rodrigues Alves - Acre

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

O TXAÍSMO, OS TXAÍSTAS E OS ISMOS (Blog Alma Acreana)

Terá como praça de parimento, lugar de reivindicação a uma pseudo-invenção a floresta encantada circum-acreana essa moda definitiva – o Txaísmo?
Salvem os donos da origem, os guardiões, os representantes, o que viram isso vazar e os que veem isso avolumar-se sem a menor noção de efeito e dimensão.

ARTE INDÍGENA CONTEMPORÂNEA EM TEXTO-PENSAMENTO

– O que vem a ser o Txaísmo?

Pergunta uma samaúma à outra numa tarde sufocante e turva cheia de material suspenso no ar que tudo parecia só uma grande cortina de fumaça na Amazônia geral mas abaixo, em suas sombras havia uma longa-eterna cantoria. As duas árvores-entidades puxaram esse assunto e tão fora de si estavam que não mediram os tons de suas palavras e o assunto-assuntos ecoou certeiro como uma flecha de revelação banhada de vida e morte. Continha em si todo o espetáculo e tudo veio dúbio, no mínimo plural, meta-trans….. e reticências ou et …all, o sem termo geral de cada cultura.
O assunto ecoou com o feito do encanto e o primeiro lugar que resvalou foi em Brasília nos espelhos dos prédios de vidro que poderia ser e é qualquer lugar, de qualquer mundo. Resvalou nos espelhos d’água da capital federal de onde igualmente evapora e seca a água da vida com a grande seca mundial da qual todos padecemos ante a grande agonia do local.
– O que vem a ser o Txaísmo?
Riam as árvores-vovós sobre o tema do momento e dito estava também, nesse farto gargalhar tão pertinente, que a indagação nunca poderia perder o bom humor, visto que; entre as coisas mais simbólicas e autênticas que nós, os Taxístas temos, é essa capacidade de rir antes do fim. Rir por fim, rir por mim, rir por sim, por não ou por talvez, rir de si, rir daquilo ali, rir daquele outro, rir do ontem, rir do amanhã, rir da falta de comida, rir da dor, rir da beleza, rir do desemprego, rir da feiúra, rir do roubo, rir da trairagem, da sacanagem, rir da apelação, rir da aberração, rir do deboche, rir da pussanga, rir do feitiço, rir da magia, rir da cor, rir da putaria, rir da ciência, rir da colocação, rir do Curriculum lattes, do latido do cachorro, rir do mestre, da mestra, rir até sumir, rir e a ordem é sorrir e sorrindo todos os bichos estavam pois talvez o Txaísmo seja uma forma extravagante de felicidade descabida, coisa mesmo de um transe-transitório, uma transitoria para um mundo logo ali dentro da gente.
– O que vem a ser o Txaísmo?
Um assunto relevante para um monte de gente envolvida, assunto de gente evoluída, gente devolvida, gente vomitada, gente inventada, gente despejada, gente ameaçada, gente curada, gente cagada, gente mijada, gente cortada, gente costurada, gente morta, gente ressuscitada, gente suscitada, gente excluída, gente incluída, gente vigiada, gente dentro d’água, gente no caucho, gente trepada na castanheira, gente coberta de folhas secas, gente enfeitada de folhas verdes pequenas, gente de pé descalço, gente-fogo, gente-luz, gente em cada canto do infinito, gente do pé virado para trás, gentes fumando tabaco, gentes fumando outras folhas, gentes que não fumam nada, gente que prefere chá, gente que não toma nada, gente sem vergonha, gente sem casa, gente sem amor, gente sem pastor, gente reprovada, gente aprovada com louvor, gente doutor, gente pião, gente trans, gente sã, gente possuída, gente serva, gente incomum, gente-bicho, gente planta, gente ateu, à-toa, gente de boa, gente que sente calor e gente que sente frio estando ambos no mesmo lugar quando tem um que pega piolho e o outro que não pega nada pois é panema. Gente que não é mais gente, gente que nunca foi gente. Gente nascendo, gente decadente, gente inteligente, gente!
– O que vem a ser o Txaísmo, pai?
Segurava em suas mãos trêmulas o pai de família um boleto. Estava tão descabido em seu vazio avassalador aquele homem cheio de desesperança que assustou-se com a pergunta do filho a quem nem reconheceu pois o menino que antes era bonito chegou todo arrepiado da escola decadente e o pai teve um passamento e caiu desmaiado de fome e o boleto ficou suspenso serpenteando no vento. Ficou no ar assim como caiam calmamente as folhas das embaúbas quando ainda havia equilíbrio, quando ainda havia floresta, quando ainda havia tempo, quando ainda havia amor, quando ainda havia compaixão, quando ainda havia pureza, quando ainda havia respeito, quando ainda havia peito, quando ainda havia malícia, quando ainda havia polícia, quando ainda tudo era uma delícia, quando ainda havia limites, quando ainda havia fronteiras, quando ainda havia porteiras, quando ainda havia ortografia, grafia, quando ainda havia deusas invisíveis, quando ainda existia magia, quando ainda havia portais, quando ainda havia bons jornais, quando ainda havia trens, quando ainda havia bichinhos de pedras, quando ainda havia diamantes nos rios, quando ainda havia araras voando alto e cantando para simplesmente cantar.
A filha chegou toda contente da escola e a merenda escolar havia sido:
– Crianças, hoje não teremos merenda. (Disse a merendeira corroída por dentro pois sabia que aquilo era a parte mais dolorida da corrupção, ter de ver as crianças com fome pois o desvio se estabeleceu, o tempo mudou e fome é fome em qualquer tempo)
– De volta à realidade a criança menina chegou em casa e para a mãe disse:
– Mãe, hoje tenho uma tarefa especial!
A mulher sonhadora, sofrida e feliz refez o seu astral e se entregou toda em amor para saber o que de novidade havia trazido a filha de casa para a escola.
– Maínha, a professora passou como tarefa de casa hoje fazer uma redação.
A mãe segurava um agulha pois estava costurando a barra de seu próprio vestido que estava se soltando e toda vez que ia no roçado ficava se enroscando nos espinhos do caminho.
– E foi minha filha? E o sobre o que a professora pediu para escrever?
– Maínha, a professora, é uma professora nova, ela chegou agora, é uma professora que veio trabalhar na escola. Ela veio de São Paulo e ela escutou falar sobre o Txaísmo e ficou tão curiosa que passou esse tema de redação para toda a turma.
– Maínha, eu não sei como escrever. A Senhora pode me ajudar a entender e a escrever sobre o que é o Txaísmo?
Antes da menina terminar de falar a mãe de tão nervosa furou o dedo com a agulha e o vermelho vivo do sangue de mais aquela violência foi descendo lentamente e ganhando volume indo aos poucos preenchendo de um tipo especial de vida os riachos e foi indo dar nos igarapés até passar no centro de Rio Branco, por onde passa o rio Acre e indo embora no rumo do mar onde entrou o sangue da mulher no mar e foi assim que o assunto Txaísmo ganhou o mundo todo depois de evaporar no aquecimento global foi para o infinito. O assunto, os feitos, os defeitos, os entre-termos, os deslocamentos, os fluxos sobre os gêneros, as distâncias de mundos, os ambientes de fala, os ângulos de perspectivas, as submissões, as missões, admissões, as demissões as di,bi,tri-polimensões e as fotografias culturais da imagem do homem e da mulher, da imagem das transgenias, das filosofias, dos estudos mais avançados sobre a redação, sobre o que se coloca nas folhas de papel e como isso é lido. Sobre o que se ensina e sobre o que se fala, sobre o que se canta, de como se encanta, coisas sobre o caráter, coisas sobre a falta dele, coisas sobre passar fome, coisas sobre ganhar dinheiro às custas dos outros, sobre os segredos e sobre as sociabilizações, socialidades, ausências, preenchimentos e não-lugares coisas sobre as origens das coisas, coisas sobre os segredos e mistérios, sobre religiões e espiritualidades, sobre empoderamento, coisas sobre intrigas tribais, sobre amores divididos, sobre inteireza do ser, sobre a visão-ação da mulher, sobre esse ser-poder e seu efeito central no equilíbrio mundial e da família, sobre o modo de plantar a banana, sobre o tempo de colher a banana, como a temperatura do fogo na panela, sobre as coisas ideais a se botar nos livros, sobre a nova juventude, sobre a nova inquietude, sobre a nova nomenclatura, sobre antigas queixas, tudo sobre os queixadas, sobre os macacos, as macacas, sobre os filhos e netos dela, sobre tudo e sobre nada foi escrito na redação da menina e o mundo, aquele mundo específico se acabou por si só mais uma vez e outro mundo veio em ressurgência com a miçanga, com a escultura, com a arte do silêncio regenerador e por si só foi para os livros e tudo voltou em outra forma, de outro modo e outro jeito de ser e lá vinha a mesma novela-ladainha da vida grandiosa feito vidinha de poder e preenchimento para nunca acabar o põe-tira da vida esse puxa-encolhe enganador maravilhoso.
– Mas de fato, o que é o Txaísmo?

Jaider Esbell

Visite o site do artista:

TARAUACÁ: SECRETÁRIO DE OBRAS SE REÚNE COM VEREADORES PARA TRATAR ASSUNTOS RELACIONADOS À INFRAESTRUTURA DA CIDADE


Na manhã desta quarta feira, 28, o secretário Raimundo Vitorino, acompanhado das Contadoras, Anazira Palazzo e Idalina Torres receberam os vereadores Carlos Tadeu, Lauro Benigno, Janaína furtado, Nasso Kaxinawawa e Véinha, para tratar sobre melhorias da infra-estrutura urbana.

O encontro aconteceu na sala de reuniões da Prefeitura de Tarauacá e as principais reivindicações dos parlamentares foram: a manutenção da rotatória Rodoviária, Bairro Conquista.

Na reunião, ficou acertado entre os parlamentares e a Prefeitura, o seguinte acordo: Logo que as máquinas voltarem dos serviços de ramais, a prefeitura vai continuar com os serviços de recuperação e melhorias dessas vias públicas.

Vale ressaltar que a Prefeitura de Tarauacá está executando os serviços de reabertura de ramais nos sentidos Tarauacá/Feijó e Tarauacá/Cruzeiro, sem apoio do governo do Estado.

Sobre a Rua José Higino, ficou acertado que haverá uma reunião entre moradores e Prefeitura, para decidir se os mesmos vão aceitar uma proposta de manutenção urgente e viável para resolver a situação do momento.

“Tratamos a situação de vários bairros e iremos, dentro das possibilidades econômicas do município, atender as necessidades básicas da população”, declarou o Secretário Raimundo Vitorino.

Assessoria de Comunicação

COMISSÃO PROCESSANTE ENCAMINHA NOTIFICAÇÃO À PREFEITA MARILETE VITORINO PARA APRESENTAR DEFESA


Na última segunda-feira (27), os vereadores Lauro Benigno – PC do B (Presidente), José Gomes[ Raquel Souza] – PT (Relator), Diógenes Fernandes – PSD (Membro) e Neirimar Cornélia- PDT (Suplente) membros da Comissão Processante, aberta na Câmara Municipal para investigar denúncias de irregularidades na administração municipal, encaminharam à Prefeita Marilete Vitorino a notificação sobre o Processo para que apresente defesa prévia. 

A Notificação foi assinada pelo Presidente da Comissão Processante, vereador Lauro Benigno (PC do B) e encaminhada à prefeita Marilete Vitorino que, após o recebimento da notificação, tem o prazo de 10 dias para apresente sua defesa. 

A Notificação foi encaminhada juntamente com uma cópia da denúncia que motivou a abertura da Comissão Processante na Casa de Leis. O ato segue o rito previsto no Art. 5° do Decreto-Lei n° 201/1967.

Após o prazo de 10 dias concedido a Prefeita, a Comissão começará analisar a defesa apresentada pelo alcaide. 

De acordo com o vereador Lauro Benigno, caso a Prefeita não seja encontrado para ser devidamente notificada, a notificação far-se-á por meio de edital. “O nosso objetivo é que ele venha e seja ouvido pela Comissão. Queremos ver qual é a defesa dela para que não emitamos nenhum juízo de valor. Só vamos discutir isso se formos cerceados”, afirmou o parlamentar. 

O vereador José Gomes destacou que “estamos realizando o trabalho com toda imparcialidade. Só queremos que ela responda a todos os questionamentos. Aqui ninguém é contra a Prefeita, só queremos que tudo se esclareça”, revelou. 

Assecom Câmara de Tarauacá

Capixaba: Justiça Federal afasta prefeito José Augusto e secretário de Planejamento

A Operação Ícaro, da Polícia Federal, deflagrada nesta terça-feira, dia 28, em Capixaba, terminou com o prefeito da cidade, José Augusto (Progressista), e o secretário de Planejamento, Celso Nascimento, afastados dos respectivos cargos que ocupam. A decisão não tem data para cair. Até lá, o vice-prefeito, Jozãozinho, assume a prefeitura.
O prefeito José Augusto (Progressistas) prestou depoimento nesta terça-feira, dia 28, à Polícia Federal, no âmbito da operação Ícaro, deflagrada nas primeiras horas do dia. Além de Augusto, o chefe de gabinete dele, Gilson Costa, além de outros dois gestores ligados à prefeitura do pequeno município.
A Operação Ícaro visa o combate a desvios de recursos públicos do Ministério da Saúde (MS), destinados à cidade para a aquisição de equipamentos e medicamentos às unidades de saúde da cidade. Os recursos eram destinados por meio do Piso de Atenção Básica Fixo (Pab-Fixo). Além do superfaturamento, a PF investiga fraudes na entrega de equipamentos e materiais.
Ao todo, nas cidades de Rio Branco e Capixaba foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão, sendo um deles na cidade de Rio Branco, numa empresa que fornece medicamentos à cidade. As ordens foram expedidas pela Vara Federal de Rio Branco. Documentos contábeis e administrativos foram apreendidos pelos agentes.

Investigação

A Polícia Federal apura o envolvimento da administração pública daquela cidade na aplicação indevida de recursos de verbas repassadas ao município, mais especificamente do Piso de Atenção Básica Fixo (Pab-Fixo) de incremento à saúde incluindo fraude na entrega de medicamentos e de materiais odontológicos e superfaturamento em valores repassados para reformas em postos de saúde, bem como direcionamento na contratação de empresas que entregavam medicamentos.
Segundo a Polícia Federal há indícios de que o sobrepreço na contratação de serviços na área da saúde seja de pelo menos 65% dos itens cujo encarecimento foi identificado, o que pode ter gerado um prejuízo aproximado de R$ 525 mil programa do Ministério da Saúde. Até o momento ninguém foi preso.

Além das 2 mil CECs, governo do Acre ainda mantém exército de mais 7 mil temporários

O relatório conclusivo de análise técnica elaborado pela Diretoria de Auditoria Financeira e Orçamentária (DAFO), do Tribunal de Contas do Estado do Acre, obtido com exclusividade por ac24horas e que gerou uma série de reportagens, traz agora a tona uma informação pouco difundida pela opinião pública: o número de cargos temporários e seu custo na máquina pública.
Até então, o foco de opositores e demais questionadores do modelo de contratação de mão de obra no Estado era focado apenas em críticas nos cargos em comissão, mas o que é revelado agora neste relatório é que as CECs seriam apenas a ponta do iceberg, haja visto que mais de 7,7 mil pessoas possuem contratos temporários no governo do Acre. Ressalta-se que em nenhum momento o quantitativo de terceirizados é mencionado no levantamento do DAFO, o que coloca a situação ainda mais critica, pois cogita-se que o número de terceirizados seja o dobro da soma de comissionados e cargos temporários.
De acordo com o estudo, no mês de outubro de 2015 foi verificado a existência de mais de 7.402 cargos temporários com custo mensal de R$ 17,4 milhões. Essas informações, segundo auditores do TCE, foram extraídas do Sistema de Controle de Atos de Pessoal (SICAP). Porém, dois anos depois, em outubro de 2017, o quantitativo sofreu um novo acréscimo de cargos temporários que pulou para 7.751 contratos temporários, cujo custo mensal ultrapassou os R$ 19,5 milhões, ou seja, em um ano, o desembolso dos cofres públicos ultrapassaria os R$ 234 milhões.
Os auditores do TCE chamam a atenção para o elevado números de contratações temporárias em várias unidades da administração pública que se encontram em processo de extinção que em tese não justificaria o requisito fundamental para este tipo de contratação, que é a necessidade temporária de excepcional interesse público.
No quadro obtido com exclusividade do ac24horas, é possível verificar que em outubro de 2017, a Secretaria de Educação é a campeã na contratação de mão de obra temporária. 6.235 pessoas possuiam contratos temporários, sendo sua grande maioria professores que adentraram no serviço público sem concurso público, mas sim por processo seletivo.
No mesmo período do ano passado, o Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa) que até então era dirigido por Edvaldo Magalhães, atualmente candidato a deputado estadual, possuía 549 contratações temporárias. Já a secretaria de saúde possuia 406 contratos, número inferior ao mesmo período do ano de 2015, quando a Sesacre possuia 761 contratos temporários.
Confira o quadro na íntegra:
Após análise, os auditores do TCE propuseram a abertura de processo autônomo para verificação da regularidade dos contratos temporários no âmbito do Estado do Acre com o objetivo de ter a certeza que os ocupantes desses cargos encontram-se de fato executando seu serviços e a duração desses vínculos de trabalho para saber se estão de acordo com os prazos e prorrogações estabelecidas pela lei. Além disso, será avaliado ainda possíveis desvios de funções e também se está sendo observados os padrões de vencimentos dos Planos de Carreira do órgão ou entidade contratante.
CUSTO COMISSIONADOS + TEMPORÁRIOS
O relatório do DAFO analisado por ac24horas revela que somados os valores gastos mensalmente com cargos em comissão (R$ 7,8 milhões) mais o desembolso dos contratos temporários (R$ 19,5 milhões), em um ano o montante ultrapassaria os R$ 330 milhões. É importante ressaltar que o relatório é enfático em analisar que o gasto com comissionados não inclui os membros do primeiro escalão como Secretários, Secretários-adjuntos e diretores, onde a soma desses ganhos não é revelada.
AC24Horas

Estado do Acre chega aos 869 mil habitantes e Capital tem 401 mil, diz Instituto Brasileiro

AC24Horas – Foi publicada na edição do Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feria, 29, a Resolução Nº 2, na qual o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga, as estimativas da População para Estados e Municípios em todo o país.
A estimativa tem como data de referência até o dia 1º de julho de 2018. No quadro geral, o Acre aparece em terceiro lugar como o Estado com menor índice populacional (869.265 hab), perdendo apenas para Roraima (576.568) e Amapá (829.494).
Das cidades acreanas, a capital, Rio Branco, lidera com 869.265 habitantes, seguido por Cruzeiro do Sul com 87.673; Sena Madureira com (45.177); Tarauacá (41.976) e Feijó (34.675).
Confira o quadro populacional por municipio acreano:

Tarauacá: II edição do festival da melancia será realizado nos dias 08 e 09 de setembro na comunidade Lago Novo

Realizado pela primeira vez em 2015, o festival da melancia chega a sua II edição na comunidade Lago Novo, no rio Muru.  A sede da festividade fica localizada cerca de seis horas de viagem em barco pequeno motorizado saindo de Tarauacá.
O evento é promovido pelo gabinete do vereador Ezi Aragão (PT), em parceria, com a Coordenação de Ensino Rural do Estado e o professor Pacheco.  A festividade será promovida durante dois dias (08 e 09 de setembro de 2018).
Vereador Ezi Aragão, idealizador do festival da melancia
Segundo o parlamentar, a iniciativa do evento surgiu após as realizações dos torneios que o seu gabinete promovia nas comunidades rurais do rio Muru, mas o ato esportivo atingia apenas uma pequena parcela dos colonos, além de estar ficando violento. “ Meu gabinete sempre promoveu atividades esportivas nas comunidades rurais do rio Muru, no entanto, percebemos que apenas uma parcela dos colonos [jovens] era contemplada, além do mais, estava ficando violento. Aí, depois de uma conversa com o professor Pacheco, que coordena o Ensino Rural do Estado, decidimos pela realização desta festividade”.
Nos anos de 2016 e 2017 não foi possível a realização da festa que promove entretenimento entre os ribeirinhos. No primeiro ano, em decorrência do período eleitoral, o vereador optou por não realizar o evento; já em 2017, a falta de parceria comprometeu a execução, segundo o petista.
A escolha da comunidade Lago Novo para sediar o evento deu-se em razão de sua localização. Ou seja, fica próxima da cidade, bem como das demais comunidades circunvizinhas.
Além do concurso da maior melancia e exposição do produto pelos produtores, serão desenvolvidas várias atividades: torneio de futebol de areia (masculino e feminino), queda de braço, quem come mais e mais rápido, embaixadinha, melhor dançarino (a), corrida de cavalo, corrida do saco, pau de sebo, cabo de força, corrida da barra, ect.
O evento será concluído com uma festa animada por um cantor local, que o vereador levará de Tarauacá para agitar o público, cuja estimativa são de 500 a 600 pessoas.
O evento será fundamental para aquecer a economia dos produtores rurais, com a venda de comidas típicas, por exemplo, galinhas caipiras. Segundo Ezi Aragão, muitas famílias vieram à cidade comprar materiais para produzir alimentos e vender durante a programação. “ O festival é um incentivo à produção de melancia, além de outros produtos, movimenta a economia, além da integração entre os moradores das diversas comunidades às margens do rio Muru”, comenta o vereador.
O evento contará com a parceira do Corpo de Bombeiro Militar e da Polícia Militar.
Por Leandro Matthaus

Tarauacá: Marcelo Guerreiro, dono do nocaute mais rápido do MMA/AC, disputará o cinturão da categoria peso galo; lutador precisa de apoio financeiro

Dono do nocaute mais rápido da história do MMA acreano, o tarauacaense Marcelo [Guerreiro] Silva disputará pela primeira vez o cinturão na categoria peso galo. A disputa pelo cinturão acontecerá no dia 29 de setembro, diante dos conterrâneos.
Guerreiro conseguiu o feito de nocautear seu adversário aos 20 segundos de luta, em Cruzeiro Sul, na sua primeira participação no Nauas Combat, maior evento de luta do Estado.
O lutador vive uma fase de ascensão, com participação em dois mundiais de jiu-jitsu em São Paulo (SP). Além disso, vem de duas vitórias consecutivas em solo cruzeirense, terra na qual consagrou seu nome.
Para disputar o cinturão da categoria peso galo, que é até 59 quilos, o lutador precisa de patrocínio, e você que deseja associar seu comércio ao nome do campeão ligue para o fone: 68 992355507.
O oponente de Marcelo Guerreiro é o rio-branquense Neto Lopes. O evento da disputa do cinturão será realizado no ginásio Ruynet Lima de Matos, tendo como organizador Oseias Ribeiro.  
Por Leandro Matthaus

terça-feira, 28 de agosto de 2018

JORDÃO: JANAINA FURTADO LANÇA CANDIDATURA NO MUNICÍPIO NESTA QUINTA FEIRA.


Janaina Furtado, candidata ao Governo do Acre pela Rede Sustentabilidade, visitará o município de Jordão nesta quinta feira, 30 de agosto. 

Na agenda, uma reunião à noite com a comunidade para apresentar suas principais propostas e formalizar a fundação de seu partido no município.

Na sexta feira, 31 de agosto, fará uma visita à uma creche municipal, órgãos estaduais e conversará com o prefeito Elson Farias. Fará também conversas com apoiadores de sua candidatura.

No sábado retorna para Tarauacá, onde a tarde participa da fundação de uma ONG defesa dos animais.

(assessoria)

TARAUACÁ: ONG PARA DEFENDER DIREITOS DOS ANIMAIS SERÁ FUNDADA NESTE SÁBADO

Defensores dos direitos dos animais em Tarauacá, vão se reunir neste sábado,  01 de setembro, para fundar a ONG – Organização Não Governamental, intitulada Associação Cão Amigo – ACA, que terá como objetivo central a defesa dos direitos dos animais.
Os ativistas vão se reunir no abrigo improvisado às 16 horas,para eleição da primeira diretoria e aprovação do estatuto da ONG.
Todos a população está sendo convidada para participar, conhecer o abrigo e os objetivos da associação.

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

ESTUDANTE TARAUACAENSE VENCE FESTIVAL ESTUDANTIL DA CANÇÃO 2018.

As Estudantes Taraucaenses Emika Maika e Anita Silva, sagraram-se vencedoras na final estadual do Festival Estudantil da Canção que aconteceu neste domingo na concha acústica em Rio Branco.
Emika Maika estudante da escola Djalma Batista, representou na categoria autoral e ganhou um prêmio de 1º lugar R$: 4.000,00 e Anita Silva estudante do IFAC, na categoria interprete ganhou o 3º lugar R$ 2.000,00.
Ambas já haviam participado da edição anterior, onde a estudantes Anita Silva, naquela oportunidade também havia ganhado o segundo lugar.
Diversos estilos musicais como rock, sertanejo e música gospel marcaram as apresentações da final estadual do Festival Estudantil da Canção 2018. No total 31 estudantes dos 22 municípios participaram competição.
A premiação teve duas etapas:
Intérprete:
1º lugar (intérprete): 4.000,00
2º lugar (intérprete): 3.000,00
3º lugar (intérprete): 2.000,00
Autoral:
1º lugar (autoral): 4.000,00
2º lugar (autoral): 3.000,00
3º lugar (autoral): 2.000,00
O FEC, é um evento é promovido pelo governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Educação, Fundação Elias Mansour (FEM), Assessoria Especial da Juventude (Assejuv) e conta com o apoio da Prefeitura de Rio Branco e outras instituições, em Tarauacá o grande parceiro do Festival é o Sinteac e A Radio Nova Era FM.
As atividades possibilitam aos estudantes das escolas de Ensino Médio da rede estadual, federal e particular maior envolvimento cultural, por meio da música.
fonte: sinteac