CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

quarta-feira, 17 de abril de 2019

TARAUACÁ: POLÍCIA MILITAR DESARTICULA QUADRILHA QUE TRAFICAVA DROGA NO MUNICÍPIO




A Polícia Militar de Tarauacá recebeu informações anônimas que o jovem Y. M. A. de 25 anos, estaria vindo de ônibus da cidade de Rio Branco transportando um carregamento de drogas e iria entregá-lo a M. C. M. de 24 anos. Então, uma equipe se preparou para a operação no intuito de interceptá-lo. Ao saber que o "entregador" já estava na cidade, de imediato os policiais flagraram os jovens numa residência preparando as pequenas quantias e pesando o entorpecente. No local, vários deles foram presos e um conseguiu se evadir. J. A. V. N. de 23 anos, K. F. S. de 21 anos e A. C. M. V. de 17 anos, e ficavam na porta da residência de vigia. Após buscas na casa foi encontrado maconha, dinheiro, celulares e material para embalagem da droga. 

Os envolvidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil, juntamente com o material acima citado, para que a autoridade policial tome as providências cabíveis.

Parabéns a Guarnição!

Aqui a missão, é sempre cumprida!
CIOSP - ligue 190 ou 99912-0132

ANIVERSÁRIO DE 90 ANOS DO SENHOR SEBASTIÃO GONZAGA


Hoje é o aniversário de 90 anos do meu padrinho, tio-avô e, sobretudo, amigo: Sebastião Gonzaga. Irmão de minha avó Alzira. O considero um homem vitorioso. Tudo o que conseguiu na vida é fruto de seu suor, seu labor, seu esforço pessoal. Tenho como um exemplo de caráter a ser seguido. Nunca ouvi falar nada que o desabonasse.

Iniciou sua vida profissional como carpinteiro e dos bons – diga-se de passagem! Construtor de grandes barcos. Um mestre na arte da carpintaria. Professor de muitos que hoje continuam no ofício. Quando eu era criança achava fantástico entrar naquela oficina dele. Tinha de tudo. E ele sabia de como tudo funcionava, como se consertava aquelas coisas.

Nascido pra ser bom filho, consequentemente tornou-se um bom pai, um bom esposo. Com a minha madrinha Reneide construiu uma linda família. Baget, Badhia, Badra, Ludimila, Badig, Badrion e porque não citar o Belton. Filhos e filhas bem criados. Sempre os ensinando a serem pessoas corretas e tranquilas.

Fazendo casas e barcos; e também fazendo pão –aqueles pães doces eram maravilhosos – virou um empresário bem sucedido em nossa antiga Tarauacá. Foi também pecuarista. E quase teve que pagar um preço muito alto por isso em razão de perseguições. Mas lá em cima, lá no alto, há um Deus que guarda os que lhe temem! Isso é passado. E sempre trabalhando com honestidade, caráter e senso de justiça.

Uma coisa que ele me ensinou: andar de bicicleta. Ele tinha uma BMX branca, com detalhes em arco-íris. Era o sonho de consumo de qualquer garoto. Acordava cedo e já ficava esperando-o chegar. Aí era festa! E vamos pedalar. Seu jeito manso, calmo, paciente também me é motivo de admiração.

Então continuo rogando a Deus que o conceda mais saúde, vitalidade, energia positiva pra continuar seguindo em frente rumo ao centenário. Já está perto. É isso seu Sebastião Sampaio da Silva: feliz aniversário. Vida longa e prosperidade. É isso meu querido, meu velho, meu amigo, o amamos muito!

Jean Freire e Família!

A duas semanas do fim do prazo, 46,8% declararam Imposto de Renda

Fisco espera 30,5 milhões de formulários neste ano.

A duas semanas dias do fim do prazo, menos da metade dos contribuintes acertou as contas com o Fisco. Até as 17h de hoje (16), a Receita Federal recebeu 14.280.368 declarações do Imposto de Renda Pessoa Física, o equivalente a 46,8% do esperado para este ano.

O prazo para envio da declaração começou em 7 de março e vai até as 23h59min59s de 30 de abril. A expectativa da Receita é receber 30,5 milhões de declarações neste ano.

A declaração pode ser feita de três formas: pelo computador, por celular ou tablet ou por meio do Centro Virtual de Atendimento (e-CAC). Pelo computador, será utilizado o Programa Gerador da Declaração - PGD IRPF2019, disponível no site da Receita Federal.

Também é possível fazer a declaração com o uso de dispositivos móveis, como tablets e smartphones, por meio do aplicativo Meu Imposto de Renda. O serviço também está disponível no e-CAC no site da Receita, com o uso de certificado digital, e pode ser feito pelo contribuinte ou seu representante com procuração.

O contribuinte que tiver apresentado a declaração referente ao exercício de 2018, ano-calendário 2017, poderá acessar a Declaração Pré-Preenchida no e-CAC, por meio de certificado digital. Para isso, é preciso que, no momento da importação do arquivo, a fonte pagadora ou pessoas jurídicas tenham enviado para a Receita informações relativas ao contribuinte referentes ao exercício de 2019, ano-calendário de 2018, por meio da Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (Dirf), Declaração de Serviços Médicos e de Saúde (Dmed), ou da Declaração de Informações sobre Atividades Imobiliárias (Dimob).

Segundo a Receita, o contribuinte que fez doações, inclusive em favor de partidos políticos e candidatos a cargos eletivos, também poderá utilizar, além do Programa Gerador da Declaração (PGD) IRPF2019, o serviço Meu Imposto de Renda.

Para a transmissão da Declaração pelo PGD não é necessário instalar o programa de transmissão Receitanet, uma vez que essa funcionalidade está integrada ao IRPF 2019. Entretanto, continua sendo possível a utilização do Receitanet para a transmissão da declaração.
O serviço Meu Imposto de Renda não pode ser usado em tablets ou smartphones para quem tenha recebido rendimentos superiores a R$ 5 milhões.
Obrigatoriedade
Estará obrigado a apresentar a declaração anual o contribuinte que, no ano-calendário de 2018, recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70. No caso da atividade rural, quem obteve receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50.

Também estão obrigadas a apresentar a declaração pessoas físicas residentes no Brasil que no ano-calendário de 2018:

- Receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil;

- Obtiveram, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

- Pretendam compensar, no ano-calendário de 2018 ou posteriores, prejuízos com a atividade rural de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2018;
- Tiveram, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;

- Passaram à condição de residentes no Brasil em qualquer mês e nessa condição encontravam-se em 31 de dezembro; ou
- Optaram pela isenção do Imposto sobre a Renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias contados da celebração do contrato.
CPF de dependentes
Neste ano, é obrigatório o preenchimento do número do CPF de dependentes e alimentados residentes no país. A Receita vinha incluindo essa informação gradualmente na declaração. No ano passado, era obrigatório informar CPF para dependentes a partir de 8 anos.
Dados sobre imóveis e carros
Em 2019, não será obrigatório o preenchimento de informações complementares em bens e direitos relacionadas a carros e casas. A previsão inicial da Receita era que essas informações passassem a ser obrigatória neste ano, mas devido à dificuldade de contribuintes de encontrar os dados, o preenchimento complementar não precisa ser feito.
Desconto simplificado
A pessoa física pode optar pelo desconto simplificado, correspondente à dedução de 20% do valor dos rendimentos tributáveis, limitado a R$ 16.754,34.
Deduções
O limite de dedução por contribuição patronal ficou em R$ 1.200,32, devido ao reajuste do salário mínimo. No ano passado, o limite era R$ 1.171,84. Se não houver nova lei, este é o último ano em que há a possibilidade dessa dedução de contribuições pagas ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) por patrões de empregados domésticos com carteira assinada. Essa medida começou a valer em 2006 para incentivar a formalização dos empregados domésticos.

A dedução por dependente é de, no máximo, R$ 2.075,08 e, para instrução, de R$ 3.561,50.

Os contribuintes também podem deduzir valores gastos com saúde, sem limites, como internação, exames, consultas, aparelhos e próteses, e planos de saúde. Nesse caso é preciso ter recibos, notas fiscais e declaração do plano de saúde e informar CPF ou CNPJ de quem recebeu os pagamentos.

As chamadas doações incentivadas têm o limite de 6% do Imposto de Renda devido. As doações podem ser feitas, por exemplo, aos fundos municipais, estaduais, distrital e nacional da criança e do adolescente, que se enquadram no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Segundo a Receita, neste ano o formulário sobre as doações ao ECA vai ficar mais visível.

Aqueles que contribuem para um plano de previdência complementar – Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e Fundo de Aposentadoria Programada Individual (Fapi) - podem deduzir até o limite de 12% da renda tributável. 

Fonte: EBC

TARAUACÁ: POLÍCIA MILITAR JA PRENDEU ENVOLVIDOS NO ASSALTO REALIZADO NA PONTE DO MUNICÍPIO - 9000 REAIS FORAM LEVADOS DA VÍTIMA


No dia 15.04.19 (segunda-feira), por volta das 07h50min, a Polícia Militar 7º BPM TK através do CIOSP , foi acionada para atendimento da ocorrência de Roubo na ponte sobre o Rio Tarauacá, sentido TK/FJO. Chegando ao local, a vítima informou aos militares que trabalha com um empresário do município e que havia acabado de recolher do estabelecimento comercial no Corcovado uma quantia em dinheiro no valor de R$ 9.000,00 (NOVE MIL REAIS). 

Ao passar pela ponte foi abordado por dois indivíduos portando armas de fogo, que anunciaram o assalto e subtraíram da vítima a bolsa contendo o dinheiro, além de objetos pessoais. 

De imediato os "homens da lei" começaram a realizar buscar nas proximidades do ocorrido e, por volta das 13 horas, foi encontrado o menor F. A. F. de 17 anos de arma de fogo calibre 38, uma quantia em dinheiro no valor de R$ 3.696,00 e alguns pertences da vítima. Na presença dos policiais o mesmo que confessou o crime e disse está acompanhado de J. M. L. 25 anos que estava com o restante do dinheiro. Por volta das 16ho mesmo foi encontrado na companhia de J. S. C. R,26 anos e O. O. P. 22 anos e mais dinheiro. Todos assumiram participação no crime. 

Os envolvidos foram entregues na delegacia juntamente com o material recuperado, para que a autoridade policial tome as providências cabíveis.


Parabéns a Guarnição!
Aqui a missão, é sempre cumprida!
CIOSP - ligue 190 ou 99912-0132

TARAUACÁ: VEREADORA JANAINA QUER QUE SEJA RESOLVIDO O PROBLEMA DA REDE ELÉTRICA DO DEPASA


A Vereadora Janaina Furtado (rede), solicitou da Energisa a individualização da rede de energia que alimenta e o Sistema de Captação de Água do DEPASA em Tarauacá. A estrutura montada às margens do Igarapé Pirajá funciona com potentes bombas elétricas que sugam água do local e bombeiam até a Estação de Tratamento distante cerca de 4 quilômetros, localizada no Bairro Ipepaconha.

"A rede do DEPASA é interligada com a rede que alimenta a comunidade do Novo Destino e região. Quando acontece um problema de curto causado por queda de galhos de ávores, temporais, por exemplo, desliga automaticamente toda a rede incluindo a do DEPASA, causando interrupções no fornecimento para a população. Isso precisa ser mudado", relatou a vereadora.

Janaina já conversou com os responsáveis da Energisa e do Depasa e espera logo que esse serviço seja efetivado."Conversei com o Germerson responsável pela Energisa e com o Professor Robério do Depasa, para a gente se unir em torno dessa ação", destacou.

Assessoria 
Janaina Furtado

TARAUACÁ: VEREADORA VEINHA QUER REATIVAÇÃO DO NECROTÉRIO E LIMPEZA DO CEMITÉRIO LOCAL


Em Sessão Ordinária realizada na manhā desta terça feira (16) na Câmara de vereadores de Tarauacá, a Vereadora Neirimar Lima (Veinha) fez um pedido de providência de Nº. 050/2019 que será encaminhado à prefeitura deste município, no requerimento a nobre parlamentar pede que a Prefeitura, providencie em caráter de Urgência, a reativação do Necrotério que funcionava dentro do cemitério de Tarauacá. 

Ainda segundo a Vereadora, esse pedido de Providência e de fundamental importância, pois muitas vezes os corpos que são encontrados em estado de decomposição são encaminhados, para o necrotério do Hospital Dr. Sansão Gomes, causando grandes transtornos para as pessoas que se encontram internados e seus acompanhantes, bem como para os funcionários.

Ainda na Sessão Ordinária de hoje, terça feira (16), Neirimar Lima (Veinha) também fez um pedido de providencia de Nº. 049/2019, o pedido e para que a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Obras, providencie a limpeza do Cemitério. Hoje o cemitério encontra – se com o capim muito alto, dificultando o acesso das pessoas aos túmulos de seus entes.

Assessoria – Câmara de Tarauacá

TARAUACÁ: VEREADOR PRÍNCIPE QUER PROJETO CIDADÃO NO MUNICÍPIO

Nesta terça-feira (16) de Abril, o Vereador Antonio da Silva Araújo, apresentou uma indicação de Nº 014/2019, a indicação foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares na Sessão Ordinária, agora o pedido será encaminhado ao Tribunal de justiça do Acre, Através de seu Presidente, Desembargador Dr. Francisco Djalma.

O nobre Vereador pede que o Tribunal de justiça do Acre, realize no município de Tarauacá, uma edição do projeto cidadão neste Ano de 2019.

O parlamentar justificou o seu pedido e salientou que é de grande importância a realização do projeto cidadão no município de Tarauacá, sendo que hoje em nosso município tem uma grande demanda de pessoas que necessitam de documentação, e os mesmos não têm condição financeira de obtê-los.


Assessoria Câmara Tarauacá

terça-feira, 16 de abril de 2019

TARAUACAENSE MARCELO SILVA ENCARA PAULO PRETO NA MAIOR REVANCHE DO MMA EM CRUZEIRO DO SUL


O Lutador tarauacaense Marcelo Silva, 19 anos, que é dono do nocaute mais rápido do MMA Acreano quando derrotou seu oponente "Pedro Preto" em apenas 20 segundos no ano de 2017, vai mais uma vez participar do Nauas Combat em Cruzeiro do Sul. 



Marcelo fará a grande revanche contra Paulo Preto em luta marcada para o próximo dia dia 4 de maio, no Ginásio Jader Machado em Cruzeiro do Sul.

ACRE: Governo convoca aprovados para a Segurança: confira os editais completos


O Diário Oficial do Estado do Acre publica na sua edição desta terça-feira, 16, os editais de chamamento para o curso de formação dos aprovados na Polícia Civil e na Polícia Militar. Confira aqui os editais na íntegra




Agência/Acre.

TARAUACÁ: É GRANDE A PROCURA POR VACINA CONTRA A GRIPE NO MUNICÍPIO

Vacinação segue até o dia 31 de maio e a estimativa da Secretaria de Saúde é imunizar 80% do público-alvo.

A Campanha de Vacinação contra a Gripe começou último dia 08 de abril, centros de saúde de Tarauacá, a procura pela vacina tem sido intensa.

Na Unidade de Saúde José Leôncio, a Procura foi grande na manhã desta terça-feira (16).

O objetivo é imunizar, principalmente, pessoas com mais de 60 anos, gestantes, crianças a partir de seis meses até quatro anos de idade, profissionais de saúde, portadores de condições especiais e doentes crônicos.

Segundo a coordenadora do Programa de Imunização de Tarauacá, Benoci Arcanjo, a campanha teve início em abril porque é o período que coincide com a chegada do frio, época na qual os vírus da gripe circulam com maior facilidade. Mesmo quem tomou a vacina no ano passado deve repetir a aplicação neste ano.

ASSECOM
TARAUACÁ

TARAUACÁ: EMPRESA QUE VENDE E INSTALA PLACA SOLAR, GARANTE REDUÇÃO DE 90% NA SUA CONTA DE ENERGIA - BASA FINANCIA O EQUIPAMENTO

Representantes da AC Solar Engenharia e Banco da Amazônia

Estiveram recentemente em Tarauacá, dois representantes da Empresa AC Solar Engenharia de Rio Branco, ofertando o serviço de instalação de placas solares e garantindo uma redução de até 90% no custo mensal da sua conta de energia. O abatimento na conta ocorre por meio de créditos gerados através da energia produzida com o sistema de placas fotovoltaicas. A quantidade de placas é definida após um estudo prévio do consumo médio do imóvel.

"Você entra em contato conosco, fazemos um estudo do seu consumo, das condições de sua residência ou de seu prédio, apresentamos o orçamento e o Banco da Amazônia financia à juros baixíssimos", disse Douglas um dos representantes. Douglas informou, ainda, que o sistema pode ser instalado em qualquer lugar, nem precisa ser na própria residência, o equipamento instalado tem 25 anos de vida útil e 12 anos de garantia.


De acordo com o representante do BASA, Júlio Guilherme, o banco financia o equipamento através do FNO. "Ano passado a gente só financiava para pessoa jurídica. Em 2019 estamos contemplando pessoa física. Os interessados nos procurem para conversamos", disse.   

Para saber mais, os interessados podem entrar na pelos telefones:
68 999331144 (Douglas)
68 999957474 (Diego)

ANIVERSÁRIO DO ADIR PEREIRA


20 DE ABRIL, SÁBADO DE ALELUIA NO BAR DO PAI. ELETRO FUNKNEJO A FESTA


COM A CONVOCAÇÃO DOS NOVOS POLICIAIS MILITARES, JOVEM TARAUACAENSE DIZ QUE AGORA PODERÁ AJUDAR SUA MÃE

Mario Rodolfo - foto Facebook
Após o anuncio do Governador Gladson Cameli da convocação imediata dos jovens concursados das Polícias Militar e Civil, os jovens que anciosamente aguardavam esse momento, se preparam para a realização do sonho de entrar no serviço público através de seus esforços pessoais e de suas famílias.

Um exemplo é o tarauacaense Mário Rodolfo que através de uma rede social se manifestou sua alegria de, além da conquista do emprego, realizar o sonho que carrega desde criança em ser policial militar. Mário disse que agora vai poder ajudar sua mãe. "Agradeço à DEUS por essa conquista. É só o começo. Irei realizar mais sonhos. Sempre dizem que é no tempo dele e não no nosso. Que seja feita a sua vontade senhor. Agora posso dar uma vida melhor pra minha mãe e ajuda-la sempre", escreveu.

Abaixo a publicação na íntegra

Graças a Deus, saiu a convocação da PMAC. Não foi fácil, venci 18 mil homens, para estar dentro das vagas, sendo um concurso de ampla concorrência, sem divisão de cidades, estudei, tive foco, acordava cedo pra estudar e dormia tarde, varias madrugadas com amigos, quase fiquei na faculdade, porém, não podia desistir do meu sonho que é ser um policial militar, passei por 5 fases, tivemos muitas reuniões, manifestações, desde 2017 estamos nessa luta, e hoje estou realizando um sonho de criança, podem falar que é perigoso, mas estarei fazendo o que eu amo, e sempre admirei, agradeço à DEUS por essa conquista, é só o começo, irei realizar mais sonhos, sempre dizem que é no tempo dele, e não no nosso. Que seja feita a sua vontade senhor, agora posso da uma vida melhor pra minha mãe e ajudar ela sempre.Quem não sonha, não vive. Agora vamos pra ralação. Do curso de formação. Vem CFSD. Policia militar do Estado do ACRE. Obrigado senhor.

TARAUACÁ: Vereador Carlos Tadeu visita comunidades rurais Bom Futuro e Lago Novo no rio Muru


O vereador Carlos Tadeu esteve neste final de semana visitando as comunidades rurais Bom Futuro e Lago Novo no rio Muru. Na oportunidade, o parlamentar participou da inauguração de uma congregação evangélica, além de atividades esportivas promovidas com os moradores.

Na visita, o edil ouviu os reclames dos ribeirinhos, sendo que a área da saúde é que mais os moradores cobram por assistência da prefeitura. Carlos Tadeu, quando ocupou o cargo de secretário de saúde (2013 a 2016), as comunidades às margens do rio estiveram sempre assistidas com as ações desenvolvidas pela Secretaria, inclusive com a distribuição de próteses dentária.

Por Leandro Matthaus
Portal Tarauacá

Exclusivo: WAGNER FARIAS - UM TARAUACAENSE NO ROCK IN RIO 2019


O músico taraucaense Wagner Farias, filho da radialista Francelina Martins, será uma das atrações no maior evento de rock do mundo, o Rock In Rio 2019. O evento deste ano será realizado na cidade maravilhosa com nove dias de shows (27 de setembro a 6 de outubro).



 O Evokings, um duo formado pelos DJs Wagner Freitas e Thiago Cymbal, tocarão em um dos palcos da atração no dia 29.

Com sucesso, os músicos já figuravam na revistas “Caras” do grupo Globo ao lado de Jesus Luz, o namorado da cantora Madona. Djs ao lado de Jesus Luz (namorado da Madona).

Contudo, antes do show do Rock In Rio, Wagner junto com o colega vem ao Acre inaugurar uma boate em Rio Branco, no dia 1º de maio.

As composições das músicas eletrônicas com letras em inglês se harmonizam com som do violão, de saxofone e da guitarra, instrumentos que eles usam para embelezar suas canções. 

No canal no Youtube, o Evokings tem mais de meio milhão de seguidores. 

A música gravitz é o maior sucesso dos DJS.

Natural de Tarauacá, Wagner deixou a cidade aos 14 de idade para ir morar no Rio de Janeiro com o pai na busca de fazer um curso de Engenharia de Produção. Na terra do Cristo Redentor, fez o ensino médio e foi classificado para um estágio numa multinacional de Petróleo-Repsol, trabalhando por oito anos de forma efetiva pela competência e fluência no inglês.

Música

Na música, iniciou na escolinha da professora Francisca Aragão, que tinha o apoio da Fundação Elias Mansour. Lá, aprendeu a tocar violão e mais tarde foi presenteado com uma guitarra, doado pela sua genitora. Com a guitarra na mão, foi para o culto na Igreja "Deus É Amor" aprender a tocar com o melhor guitarrista do município, Derkian Galvão.

Tocando guitarra na Igreja

Junto com outras crianças de 10 e 11 anos (Tamaio, Fagner, Adão e Jerson Araújo), criaram a Banda Certa e faziam show na Rádio Difusora Acreana, na qual mãe era diretora. A garotada fazia o maior sucesso- algo que vem marcando sua trajetória de vida.

Com a crise da Petrobras, ele foi demitido e pediu dois anos a mãe para se dedicar ao sonho de ser músico. Deu certo. 

Atualmente eles fazem de 10 a 12 shows por mes. 

O nome “Evokings” – significa invocar um sonho real. 

Por Leandro Matthaus
Portal Tarauacá

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Liderados por Socorro Neri, prefeitos de todo o Acre vão a Cruzeiro do Sul conhecer sistema moderno de tapa-buracos


Uma convocação assinada pela presidente da Associação dos Municípios do Acre (AMAC), Socorro Neri, solicita que prefeitos de todos os municípios do Acre se reúnam em Cruzeiro do Sul no dia 6 de maio. 

A ideia é conhecer as experiências adotadas por Ilderlei Cordeiro (MDB) no tocante a recuperação de vias urbanas e destino adequado do lixo.

Os prefeitos vão conhecer de perto os trabalhos executados pela Prefeitura. Na visita está inclusa a apresentação do Plano de Resíduos Sólidos. O evento acontece no auditório do Hotel SESC, localizado na rodovia AC-405, KM 6, em Cruzeiro do Sul.

A convocação foi publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira, 15.

Acre participa de debate sobre prioridades para a Educação

O Secretário de Educação, Mauro Sérgio Cruz, está entre educadores da região norte que se reuniram na última sexta, 12, em Belém, para discutir as prioridades do Ensino Público na Amazônia. O encontro foi promovido pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

A reunião, promovida pelo Consed e Undime, reuniu todos os secretários da região norte (Foto: Arquivo pessoal)
“Foi uma oportunidade de mostrar as necessidades do Acre. Foram discutidas e apresentadas as prioridades para Educação Pública de qualidade, com foco na aprendizagem, levando em conta nas especificações da região norte”, explica o secretário.

Durante o encontro, foram discutidas ações relacionadas ao Sistema Nacional de Educação, Financiamento, Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. Além disso, foram avaliadas a continuidade das políticas públicas já existentes e a criação de novas estratégias que podem transformar o setor.

Também foi criado o Consócio Norte, uma agenda com os pontos sensíveis às redes estaduais e municipais, referentes à oferta de Educação Básica Pública de qualidade, apresentando formalmente ao Ministério da Educação (MEC) as demandas consideradas de maior relevância e urgência.

Durante o encontro, foi criado o Consócio Norte (Foto: Arquivo pessoal)
“A construção do consócio é importante para que se estabeleça uma comunicação mais efetiva junto ao MEC, no intuito de dirimir dúvidas sobre a continuidade e reconfiguração das ações e programas, definindo-se em que termos e em que condições será mantido o Regime de Colaboração entre os sistemas de ensino, prescrito constitucionalmente”, avalia Cruz. (assessoria)

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.040 para o próximo ano

Pela primeira vez, o valor do salário mínimo ultrapassará R$ 1 mil. O governo propôs salário mínimo de R$ 1.040 para 2020, o que representa alta de 4,2% em relação ao atual (R$ 998). O valor consta do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018, apresentado hoje (15) pelo secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues.

Até este ano, o mínimo era corrigido pela inflação do ano anterior medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos no país) de dois anos anteriores. Como a lei que definia a fórmula deixará de vigorar em 2020, o governo optou por apresentar uma estimativa que reajusta o mínimo apenas pelo INPC.

Segundo o projeto da LDO, cada aumento de R$ 1 no mínimo terá impacto de R$ 298,2 milhões no Orçamento de 2020. A maior parte desse efeito vem dos benefícios da Previdência Social de um salário mínimo.

A LDO define os parâmetros e as metas fiscais para a elaboração do Orçamento do ano seguinte. Pela legislação, o governo deve enviar o projeto até 15 de abril de cada ano. Caso o Congresso não consiga aprovar a LDO até o fim do semestre, o projeto passa a trancar a pauta. O valor do salário mínimo pode subir ou cair em relação à proposta original durante a tramitação do Orçamento, caso as expectativas de inflação mudem nos próximos meses.

Edição: Maria Claudia
Da Agência Brasil

TARAUACÁ: APONTAMENTOS HISTÓRICOS

* José Marques de AlbuquerqueEm princípios de maio de 1887, fui passageiro com outros companheiros de jornada do vapor nacional “Augusto Pará”, sob o comando do capitão José Rodrigues de Oliveira, português, residente hoje no Alto Purus, cujo vapor deixou-nos no baixo Tarauacá, no lugar denominado Conceição, nome ainda hoje conservado.
Existia ali uma barraca ordinária ocupada por caboclos amazonenses de ordem de João da Matta Martins, já falecido em Parintins que era o posseiro do lugar adquirido por compra ao primeiro explorador Pedro de Sousa Leão, cearense, sócio de Sousa Leão & Cª., de Manaus.

De Conceição até vila Martins não existia outra habitação.

Vila Martins era o barracão do proprietário já referido que tinha como gerente um moço de nome Gabriel Pedro Ribeiro Guimarães, que vivia com uma mulata, casada com Raymundo de tal. Gabriel tratava os doentes com homeopatia e era muito feliz na aplicação desse remédio que o tornou estimado e muito conhecido neste rio e no Embira, onde morreu, casado com a mesma mulata que enviuvara, deixando regular prole.

D’ali transportei-me, em canoa, até o seringal Sobral de Antonio Patriolino de Albuquerque que havia mudado o nome de Restauração, do dito lugar para o de Sobral que era o do berço daquele digno cidadão, no Ceará, depois vantajosamente conhecido em todo norte.

Havia acima de vila Martins uma barraca pertencente a João Martins de Sousa, cearense, homem branco e bem educado que, mais tarde, vendeu a dita barraca a Francisco Fernandes de Araujo Junior e retirou-se para Fonte-Boa, no rio Solimões, onde inda vive na ilha do Tarará. Francisco Fernandes, cearense, já era dono do lugar denominado Baturité, onde viveu muitos anos, casando-se ali com uma enteada de um seu freguês, havendo desse consórcio uma só filha de nome Luiza, tendo em 1899, o mesmo Fernandes, divorciado-se de sua esposa, por infidelidade desta.
Francisco Fernandes foi um bom e digno homem que finou-se em seu lugar Baturité, carregado de anos e também de desgostos, até a vista lhe faltara.

Acima de Baturité, a margem direita do rio, estava situado o seringal Monte Flor, de Francisco de Sousa Javi, cearense de Baturité casado, tendo trazido para ali sua família, inclusive a velha mãe, viúva. Javi era um cidadão de princípios e de educação como todos de sua família, tendo misteriosamente desaparecido numa pescaria, para sempre.
Toda sua família regressou ao Ceará, enlutada. O negociante português Antonio Fernandes Costeira, depois sócio de Mello & Cª. dispensou toda proteção a essa família que muito apreciava.

Dizem que Javi foi traiçoeiramente morto por Agostinho Alves Teixeira, falecido há anos no rio Acre, sem família.

Entre Monte Flor e Sobral habitava Flavio Florentino do Amaral, no lugar Boa Esperança, hoje Diamantina de propriedade do mesmo Flavio, velho cearense, casado com uma respeitável e distinta senhora, também cearense que sofreu em 1889, um desequilíbrio mental, por ocasião da chegada ao porto de Diamantina, do vapor “Alfredo” de propriedade e comando de Leão Levy, judeu paraense.

Três praias acima de Diamantina, que então era de Mello & Cia, morava José Eufrosino, casado, cearense de Baturité ou Meruoca, gente de baixa classe sendo depois ocupado Diamantina em 1888 pelo hebraico Abraham Cohen que veio acompanhado de sua família, gente bem educada.

Abraham Cohen, era arrendatário de Diamantina.
Dez voltas acima de Diamantina está situado o barracão de Sobral, onde aportei a 22 de maio do dito ano de 1887.

O proprietário do lugar, como já ficou dito, era o coronel Antonio Patriolino de Albuquerque, homem distinto e cavalheiro de fino trato, sendo viúvo naquele tempo, e tendo uma companheira, mulher solteira, porém de boas qualidades, com quem houve o mesmo Patriolino, duas filhas.

Ali fiquei algum tempo, voltando ao Ceará em 1889, como empregado e agenciador de pessoal para o trabalho de extração da borracha, do já referido Patriolino.

Baixei no vapor “Mundurucus” do comando de Antonio Peters Gomes, português, sendo imediato um sr. Damasceno e escrivão Vicente Barjona de Miranda, paraense, depois comandante e conhecido pela alcunha de “Dormes que eu velo”.

O dito vapor tinha chegado até a Foz do Envira, ponto em que terminava a navegação a vapor.

Voltei ao Tarauacá no ano de 1890.

Acima de Sobral 16 praias, morava Raymundo Martiniano Fernandes, cearense, de Cascavel, homem de bem, vivendo com uma respeitável senhora depois sua atual e virtuosa esposa. Era proprietário, como ainda hoje, do seringal Bom Futuro. Três voltas acima de Bom Futuro, está Bom Intento, de João Rodrigues Nepomuceno, cearense, casado, mulato, com muitos filhos que se empregavam na extração da borracha.

Vizinho de Bom Intento está o lugar Pacatuba então de propriedade de José Bento Barreto, que havia comprado dito lugar a Severiano Ramos. José Bento, era casado, não tinha filhos legítimos, criava, porém, umas moças cearenses, como eram José Bento e senhora. Desse cidadão ouvi dizer sempre bem, apesar de sua grande ignorância.

Nos limites de Pacatuba residia, no lugar São José, hoje Aracaty, José Adolpho Martins, cearense, do Aracaty, solteiro, amasiado com uma cabocla amazonense com quem houve duas filhas que perfilhou. José Adolpho, homem branco, de certa educação, era descendente de importante família do Ceará.

Deu nome de Aracaty ao lugar S. José, e ali faleceu em 1911, deixando poucos bens. Antonio Tavares Coutinho era o proprietário da Foz do Envira, Coutinho, que ainda vive em Portugal, é português e então solteiro e vivia em concubinato com Etelvina de tal, cabocla amazonense com que não teve filhos.

Tavares Coutinho, gozou sempre de bom nome como homem sério trabalhador e fino comerciante, sendo hoje chefe das casas Coutinho & Companhia de Belém, de Antonio Tavares Coutinho, da Foz do Envira, de Coutinho Annibal & Ca., do Jurupari e de outras, neste município e no Estado do Amazonas.

Subindo o Tarauacá. Dez voltas rio acima, residia Joaquim Rola, português no lugar, Boa Esperança, passando depois essa propriedade a A. T. Coutinho. Existia também naquelas imediações uma firma Santos & Ca., composta de portugueses que pouco se demoraram ali, regressando ao Juruá donde tinham vindo.

Também residia perto de Boa Esperança o sr. Faustino, amazonense, com filhas moças que se retirou em 1890, vendendo sua exploração a José Adolpho Martins que deu o nome de Varsinha, adquirindo depois ainda a Foz do Aty, seringal importante por sua extensão e produção. O capitão Claudio era o dono de Cachoeirinha acima de Aty.

Claudio, era homem traquejado e barulhento, tanto assim que era acusado de haver assassinado um seu vizinho, por questões de extremas de seringais. O capitão Cláudio nascera no Amazonas, tinha diversos filhos homens e era um maníaco por festas e danças.
S. Barbara era lugar sem gente. Em S. Sebastião morava Manoel Pereira Cidade, pertencendo S. Sebastião ao seringal S. Catharina de propriedade do capitão Felipe Honorato da Silva Miranda, proprietário também do Bacaba, no Juruá.

Miranda era um cidadão paraense de esmerada educação e ótimos costumes.

Pertencia à firma comercial de Miranda & Cia. do Pará, sendo os seus empregados e gerentes moços habilitados, como fossem Francisco de Tal e João Antonio de F. Vasconcellos, aquele maranhense e este, mulato cearense.

Mais tarde o capitão Miranda, deu sociedade a Vasconcellos e entregou-lhe a casa em 1899.

Dezenove voltas acima de S. Catharina está Macucaua, então propriedade de Severiano de Freitas Ramos, cearense, viúvo, vivendo em comum com a senhora d. Antonia Feitosa também cearense, com quem se casou eclesiasticamente, entre 1898 e 1899.

Vinte e duas praias acima está o Araty que pertencia a Antonio Ferreira Lima, (vulgo Rogerio) que explorava o dito seringal com os seus cunhados Delfino e João Farias, a quem mais tarde vendei o dito lugar e retirou-se para Manaus, voltando depois, já casado em segunda núpcias, para o lugar de seus cunhados.

O coronel Patriolino possuía a exploração denominada Ibiapaba que vendeu a seu primo Jesuino Coelho de Albuquerque, a quem deu pessoal e aviamento.

Jesuino nada fez e arrependendo-se do negócio voltou para o Juruá, entregando Ibiapaba ao coronel Patriolino que a vendeu novamente a P. Sousa e P. Marques. Jesuino retirou-se em 1891, ficando perto do rio Gregório. O seringal S. Francisco foi vendido a Severiano Ramos, ignoro o nome do vendedor. Vizinho a S. Francisco havia o seringal denominado Bom Fim, de Ernesto Nunes Serra, cearense, de Jaguaribe-Mirim. Nunes Serra era acompanhado por seu cunhado Antonio Lima.

Em 1890, tendo se dado um morticínio de índios em Araty, pelos fregueses João Cavalcante e José Barroso na própria barraca destes fazendo correria de acordo com os srs. Delfino S. Ramos e Nunes Serra; Raymundo Pereira assassino por índole matou uma índia velha, única que pode alcançar na ocasião.
Ernesto N. Serra, desgostoso com esse acontecimento, abandonou o seringal e mudou-se para o Juruá, onde comprou outro lugar.

Acima de Bomfim moravam os irmãos Baptista que já haviam vendido o lugar a Ernesto e com ele também se retiraram.

Os irmãos Baptista moravam 4 praias abaixo da foz do Muru, cujo lugar, meu freguês Arcenio Francisco da Silva, deu o nome de Sulué.

A foz do Muru, onde se acha hoje a cidade Seabra, foi explorada por um sr. Zacharias, que logo vendeu dita exploração a Severiano Ramos.

Esta exploração constava de 5 praias no Tarauacá e 10 no Muru, isso só nas margens esquerdas.

Para cima pertencia a Novo Destino que era de Joaquim Freitas e de um sr. Amaral, sendo aquele cearense e este português.

É mister saber-se que existia estas extremas mas sem cultivo, só havendo gente 4 praias abaixo da foz do Muru e assim esteve em abandono até 1892.

Tornou-se habitada quando eu tomei posse por compra do antigo Bomfim, hoje S. Salvador.

Ali encontrei apenas vestígios de um barracão que tinha sido queimado.

É preciso notar que estas explorações eram quase imaginárias e vendiam-se ao preço de duzentos mil réis.

RIO EMBIRA

Antonio Tavares Coutinho chegou ao Tarauacá, já conhecia outros rios do Amazonas e trazia alguns recursos e o seu bom nome de homem trabalhador, correto e financeiro.

A sua primeira moradia foi acima da Foz, poucas voltas no rio Embira, em uma barraca comum donde retirou-se pela perseguição dos índios, estabelecendo-se definitivamente na Foz do Embira. Pouco acima da barraca onde morava Coutinho, havia outra propriedade de um cidadão português afamiliado que mais tarde vendeu dita propriedade ao mesmo Coutinho e retirou-se.

Vizinho a essa propriedade que ignoro o nome, estava colocado com barracão Henrique Ferdinant Luniere, francês, casado com uma senhora amazonense, já tendo grande prole, sendo esse barracão à margem esquerda.

Pouco acima de Luniere, está o seringal Novo Mundo de Francisco Rodrigues Nepomuceno, cujo seringal limitava-se com a Foz do Jurupari, de propriedade também de Antonio Tavares Coutinho que tinha ali um sócio, subdito português.

Acima da foz do Jurupari poucas voltas, estava encravado o barracão de um aparentado dos Nepomucenos que tinha família.

Manoel Gomes era vizinho há um ano antes tinha sido atacado pelos índios que mataram duas ou três pessoas, deixando em cima de um balseiro no rio, uma criança do sexo feminino, com um grande golpe atribuindo que os índios iam conduzindo a dita criança para cupichaua, mas como a menina chorasse muito, golpearam-na e deixaram-na sobre o balseiro que descia à tona dágua, cuja criança foi salva.

Essa propriedade de Manoel Gomes era limítrofe com o lugar Boa Esperança de Benedito Rodrigues do Nascimento e de quem era Gomes aparentado, sendo ambos paraibanos, também parentes de João e Francisco Rodrigues Nepomuceno.

Acima de Boa Esperança morava sozinho um sr. de nacionalidade Suíça, homem esquisito e original.

Possuía uma cachorrinha que era sua inseparável companheira. Abria estradas de seringueiras e fazia plantações de cereais, cuja colheita guardava em frasqueiras. A casa desse suíço era uma espécie de paiol, ali esteve em 1889, quando o referido suíço fazia uma canoa com enormes pranchões tirados à machado.

D’aí para cima moravam uns três seringueiros e um caboclo cearense aviado de José Adolpho Martins.

Para o alto não existiam moradores, continuavam as terras de exclusivo domínio dos índios que realmente eram os legítimos e naturais possuidores.

Em 1888 Manoel Pereira Cidade e Wolfango de tal, saíram de S. Sebastião e entraram no rio Muru, voltando com poucos dias de viagem os mesmos exploradores trazendo muita carne de caça.

Cidade e Wolfango, ao chegarem a Foz do Muru, declararam que haviam explorado 40 voltas do rio, apossando-se de 30 voltas e deixando 10 para fundos do possuidor da Foz que então Joaquim Gonçalves de Freitas, cearense, que nesse tempo morava numa pequena barraca acima da Foz do Acuraua, lugar denominado Cujubim. Depois o mesmo Freitas acompanhado de Cipriano, caboclo amazonense, Baraúna e Antônio Lino, subiram o Muru, dizendo terem respeitado as 30 praias de Cidade e Wolfango e explorado onze praias para cada um.

Em 1889 subiram de novo ao Muru, Freitas, Antonio Lino e os Baptistas. De volta declararam esses exploradores que haviam demarcado um certo número de praias.

Nesse mesmo ano subiram também o Muru, Raymundo Pereira e José Barroso que voltaram dizendo o mesmo que os outros haviam dito.

Em 1890, só haviam habitantes até o Sulué. Joaquim Freitas estava colocando-se a oito voltas acima da Foz do Muru.

No dia 1º. de setembro do mesmo ano, chegaram ao meu barracão os fregueses: Sabino F. do Rego, Arcenio Ferreira da Silva e Jorge da Costa Filho e os moradores de Sulué – Manoel F. de Maria e José Manoel do Nascimento, trazendo em estado agonizante Joaquim Gonçalves de Freitas e uma mulher com um grande ferimento no ventre.

Agasalhados os doentes e feitos os curativos possíveis na ocasião, informaram-me que os índios haviam atacado Freitas e uma mulher à pancadas quando este não esperava, na ocasião do jantar. Contou-me Freitas que recebendo a primeira pancada, traiçoeiramente, ficou atordoado, mas ainda pode pegar no rifle e lutar heroicamente com os índios até que pode disparar o mesmo rifle que eles procuravam tomar.

Amedrontados com o tiro disparado, fugiram os selvagens, dando ainda Freitas outros tiros a esmo. Freitas embarcou gravemente ferido com a mulher do companheiro e uns meninos, filhos do dito companheiro que se achava do outro lado do rio também ferido. Freitas aportando a canoa onde estava seu companheiro de fato ferido, embarcou-o e desceram rio abaixo, chegando a noite, quase alagados, em Sulué, barraca de Sabino, Arcenio e Jorge, onde a mulher vestiu roupas de um deles por falta de outras roupas próprias. Perguntei a Freitas pela outra mulher, respondeu-me que vira cair de cima do assoalho e julgava-a morta, na ocasião da luta.

Disse-me ainda o mesmo Freitas que a mulher de seu companheiro havia lutado como verdadeira heroína.

Nesse mesmo dia reuni meus fregueses e mandei imediatamente ao lugar onde Freitas fora atacado pelos índios.

Ali chegados na noite de 2 para 3 de setembro, encontraram a mulher morta ao pé da escada, a barraca incendiada e tudo que ali havia fora devorado pelo fogo.

O cadáver da infeliz mulher achava-se em estado de adiantada putrefação e não havendo um só instrumento com que pudessem cavar uma sepultura, cobriram o dito cadáver com terra e retiraram-se apavorados do que viram e presenciaram.

Essa sepultura verifiquei um ano depois.

Em 5 de setembro desse mesmo ano em que se deu a tragédia, faleceu Freitas, em meu barracão. O companheiro de Freitas e a mulher voltaram para a casa de Severiano Ramos, donde tinham vindo, sob a responsabilidade de Freitas, da importância de 700$ que ele devia a Severiano.

Outras perseguições fizeram os índios no mesmo ano em todo rio, sendo que em S. Catharina mataram dois homens que depois foram encontrados os seus ossos em uma praia por um pescador. Fizeram-se muitas correrias sem, com tudo, ter havido mortandade de índios.

Em 1892 o rio Tarauacá achava-se explorado até o lugar que hoje se chama Novo Destino.

A foz do Muru era de Zacharias de tal, com 5 voltas de rio acima que se limitavam com as 10 voltas de Joaquim de Freitas e 10 de um cidadão português.

Depois do falecimento de Joaquim Gonçalves de Freitas, vítima da ferocidade dos selvícolas, Severiano Ramos, arvorando-se em dono da exploração de Freitas, mandou o facínora Raymundo Pereira com Joaquim Silva, fazerem as extremas do seringal Novo Destino.

Em 1893, Joaquim Silva, Manoel Paixão e outros, subiram o rio Tarauacá.

Em 1894 subiu também José Dutra Belem, que comprou as explorações de Alexandre Teixeira e vendeu-as depois a F. Ferreira de Sousa.

No mesmo ano Ignacio Pereira Lima foi comprado das explorações de Manoel Paixão, que tomou outro rumo.

O Jurupari foi explorado por Simplicio, aviado de José Adolpho Martins e um dos homens mais fortes e resistentes aventureiros que passaram por essas plagas, donde saiu paralítico e paupérrimo.

Foi o primeiro cearense que trouxe do Ceará a família para essas paragens. 

Simplicio foi um dos heróis desconhecidos que deixaram os ossos pelos barrancos destes rios.

Referências
A REFORMA, Tarauacá-AC, 29 de outubro de 1922, Ano V, N.223 p.2
A REFORMA, Tarauacá-AC, 5 de novembro de 1922, Ano V, N.224 p.2
A REFORMA, Tarauacá-AC, 12 de novembro de 1922, Ano V, N.225 p.2
A REFORMA, Tarauacá-AC, 19 de novembro de 1922, Ano V, N.226 p.2
A REFORMA, Tarauacá-AC, 26 de novembro de 1922, Ano V, N.227 p.2-3
A REFORMA, Tarauacá-AC, 3 de dezembro de 1922, Ano V, N.228 p.2
________________________________

JOSÉ MARQUES DE ALBUQUERQUE foi um dos primeiros exploradores do rio Muru, onde era comerciante e proprietário de um dos mais prósperos seringais da região, o seringal Paraíso. Na década de 1930, sem deixar seu seringal, chegou a ser vice-governador do Território, na administração de Hugo Ribeiro Carneiro. Também ocupou, a partir de 1927, a presidência da Associação Comercial do Tarauacá e integrou, por duas vezes, o Conselho Municipal.

Fonte: Blog Alma Acreana