CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Taxistas de Tarauacá em "guerra" contra clandestinos

Movimento dos Taxista de Tarauacá no dia de ontem

O Sindicato dos Taxistas de Tarauacá reuniu a categoria no dia de ontem e fizeram uma visita ao comando da PM, aos vereadores e também foram à Rádio Comunitária conversar com a população. Eles querem ajuda das instituições e da sociedade para que todos se envolvam no combate ao transporte clandestino de passageiros dentro da cidade e também para os diversos municípios do Acre com acesso pela BR364, principalmente, a Capital Rio Branco. Com a abertura da BR e a construção das pontes cresceu muito o transporte clandestino em Tarauacá, principalmente em caminhonetes.

Plácido: Presidente do Sindicato dos Taxistas de TK

O Taxista Plácido, Presidente do Sindicato, disse que a categoria se organiza, compra carro, adquire uma placa de táxi, paga os impostos aos governos e ainda tem que disputar espaço com pessoas de outros municípios, que não se sabe nem a sua procedência. Segundo ele, os pirangueiros, aparecem na cidade oferecendo transporte mais barato e ainda são abusados querendo estacionar seus veículos no ponto de táxi. "Assim não dá. Em outros municípios isso não é permitido. Somos trabalhadores e pais de familias. Queremos trabalhar dentro da lei. Existe toda uma legislação que regulamenta e disciplina essa questão e nós só queremos que as autoridades tomem providências".

Major Gonzaga: Comandante PM

O comandante da PM Major Gonzaga disse aos taxistas que eles estão cetos em se mobilizarem por seus direitos e que a polícia garante atuar dentro do que a lei determina como sendo atribuição da instituição"




Vereadores apoiam o movimento


Na Câmara Municipal os taxistas tiveram a garantia de apoio de todos os vereadores. O próximo passo será uma reunião com a Prefeita Marilete Vitorino para discutir o assunto.





















2 comentários:

Nanda disse...

Também com os valores que nossos taxistas cobram por corridas dentro da cidade ou para Rio Branco, nós (população que não tem carro) precisamos recorrer a outras pessoas que façam esse mesmo transporte por um preço mais doce... mais leve. Pois aqui em Tarauacá um taxista é capaz de cobrar 15 reais por uma corrida da Tancredo Neves ate o hotel onde fica a Executiva Turismo... ou o mesmo valor para ir deste mesmo lugar a Caixa Econômica.. Ai não dá minha gente... tem que procurar pessoas menos exploradoras... e chega de cartel senhores taxistas.. ta mto caro andar de táxi em Tk.. coitados de nós!

Filé disse...

Olá
Primeiro quando existir uma Lei que proiba qualquer pessoa de transporta outra, mediante pagamento, me avisem, pois eu ainda não descobrir, concordo com a nobre Nanda que os preços cobrados a vezes são desproporcionais a cada cidadão.
Segundo o comercio esta aberto a todos, boa sorte a eles.
Terceiro, salutar a reclamação dos taxistas, isto é, se então dando a mesma preferência aos cidadãos no conceito custo, vamos analisar, os de fora estão valtando a Rio Branco, e os de casa, vão e voltam, as vezes sem niquem, raciocinio lógico, quem tem mais prejuízo. obrigado, fui