CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Juiz diz que 11 mil servidores do Estado têm chance de continuarem empregados

Juiz Giordane Dourado

A Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) que permitiu a efetivação dos 11 mil servidores públicos do Acre, admitidos sem concurso público, antes e pós Constituição de 88, continua dando o que falar.

A novidade é que estes 11 mil servidores poderão continuar em seus cargos. É o que informa o juiz da 3º juizado Especial Cível de Rio Branco, Giordane Dourado. Em recente publicação em seu perfil em uma rede social, ele afirma que analisou a situação dos servidores e que a declaração de invalidade da lei não os impede de continuar em seus cargos:

“Refletindo sobre a situação dos servidores do Acre que serão atingidos pela decisão do STF, que declarou a inconstitucionalidade da Lei que os admitiu no serviço público sem concurso, à luz principalmente das teorias alemãs sobre o princípio da proteção da confiança, que influenciam muito a Suprema Corte, concluí que a declaração de invalidade da lei não impede que cada servidor, em ação individual, prove que estava de boa-fé quando foi admitido e permaneça no cargo”.

Segundo o juiz, os servidores possuem chances de continuar empregados, desde que acompanhados de um bom advogado:

“Os objetos das duas ações não se confundiriam (declaração de inconstitucionalidade e permanência no cargo pela proteção da confiança). Com um bom advogado, os servidores têm, sim, uma chance de continuarem empregados, independentemente da modulação do STF”.

Da Redação da Agência ContilNet

Nenhum comentário: