CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Binho se reúne com prefeitos e propõe pacto pelo desenvolvimento

O governador Binho Marques selou na noite desta quinta-feira seu propósito de ampliar as parcerias do governo do Estado com as prefeituras de todos os 22 municípios do Acre. Marques realizou um grande encontro no Palácio Rio Branco com 20 dos prefeitos eleitos e reeleitos no pleito de 5 de outubro para propor um pacto para que nos próximos dois anos nem um real do orçamento e nem um minuto do tempo dos gestores do Estado e dos municípios sejam desperdiçados mas aplicados integralmente e sistematicamente no desenvolvimento do Acre, especialmente em áreas sensíveis como saúde, educação e produção familiar junto principalmente às comunidades mais necessitadas.

“O tempo é de se estreitar relações. Mesmo com diferenças, o amor pelo Acre é o que nos une”, disse o governador. “É esse amor que pode permitir uma grande aliança de projetos comuns”, completou, lembrando que os bons indicadores que levarão o Acre a ser o melhor lugar para se viver na Amazônia até 2010 só serão possíveis através de uma parceria bem elaborada tecnicamente e comprometida com o desenvolvimento do Estado.

Binho convocou os prefeitos para uma reunião que deverá ser realizada no próximo mês de novembro com todos os eleitos e reeleitos para traçar, agora de modo mais técnico, os planos para 2009/2010. A meta de Marques é trabalhar de modo que os dois anos que virão valham por quatro em termos de eficiência e resultados. As prefeituras farão adesão voluntária aos projetos e serão competitivas entre si. “Trata-se de uma competição positiva. O tratamento deve ser melhor para se dedica mais”, anunciou o governador.

Os projetos decorrentes dessas parcerias devem atender áreas essenciais como saúde, educação e produção familiar com geração de emprego e renda nas comunidades mais longíquas –fundamentalmente nas Zonas de Atendimento Prioritário (ZAPs), conceito de política pública para levar serviços básicos e estruturantes às comunidades mais carentes do Acre. As ZAP’s surgiram a partir do Zoneamento Ecológico-Econômico, o mapeamento mais detalhado que o Estado produziu acerca de seu território, população e recursos, naturais ou não. Zonas de Atendimento Prioritário, na região urbana, estão localizadas em fundos de vale e as rurais estão em terras indígenas, unidades de conservação, assentamentos tradicionais e assentamentos diferenciados.

Binho pediu que na próxima reunião com os prefeitos estejam presentes os vices e parte da equipe que deverá trabalhar com o futuro gestor.

Além dos vinte prefeitos (apenas Nilson Areal, de Sena Madureira, e Hilário Melo, de Jordão, não puderam participar) estiveram presentes ao encontro o presidente da Assembléia Legislativa, secretários de Estado e assessores dos prefeitos eleitos.

Instituto para saúde
Binho Marques pediu apoio dos prefeitos em favor da criação de um instituto de prestação de serviços médicos. O projeto será levado à Assembléia Legislativa e, aprovado, facilitará o trabalho de levar médicos e equipamentos para o interior do Acre, onde existe grande dificuldade para se contratar e fixar profissionais em saúde.

O secretário-adjunto de Saúde, Sérgio Roberto, apresentou alguns pontos do instituto, cuja natureza será a assistência à gestão. O instituto, segundo explicou Roberto, será administrado por um conselho gestor com membros indicados pelo governo do Estado, prefeituras, trabalhadores e outros.

As Secretarias de Saúde do Estado ou dos municípios poderão contratar serviços ofertados pelo instituto.
“Sozinhos ficamos fragilizados”,
alerta presidente da Amac
O prefeito reeleito de Rio Branco e presidente da Associação dos Municípios do Acre (Amac) Raimundo Angelim foi objetivo ao se manifestar em favor das parcerias e das trocas de experiências entre as instituições. “Tenho uma crença muito grande de que sozinhos ficamos fragilizados. Temos de nos unir em torno da Amac e promover a troca de experiência entre os municípios”, pediu, defendendo a parceria proposta pelo governador Binho Marques.

Para Angelim, as exigências e necessidades da população são cada vez maiores e somente com parceria é que os resultados virão. “Portanto, coloco a Prefeitura de Rio Branco à inteira disposição de todos”, finalizou.
Manifestações de apoio à parceria com Binho Marques

Os prefeitos manifestaram apoio à proposta de parceria do governador. “Não sou prefeito de um partido, mas de um município. Nossa gestão estará os quatro anos de portas abertas às parcerias com o governo do Estado”, afirmou Randson Almeida, prefeito eleito em Marechal Thaumaturgo.

“Parabenizo o senhor pela atitude e pela maneira democrática de se reunir com os prefeitos aqui no Palácio Rio Branco. É uma posição histórica. Fico feliz em ouvir sua preocupação com os excluídos e o senhor pode ter certeza que em Cruzeiro do Sul encontrará um grande parceiro”, declarou Vagner Sales, eleito em Cruzeiro do Sul.

“Este é o primeiro grande passo para um grande trabalho: é quando se tem regras claras”, afirmou o prefeito eleito de Feijó, Juarez Leitão, assegurando apoio à proposta de Marques.

fone: Jornal Tribuna - Edição de 24.10.08

Nenhum comentário: