CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

quinta-feira, 1 de dezembro de 2022

TARAUACÁ: SERVIDORA PÚBLICA SÁRIA CAXIAS DIAGNOSTICADA COM CANCER DE MAMA, CONTA COMO ESTÁ A LUTA NO ENFRENTANDO DA DOENÇA


O Blog do Accioly traz hoje ao seu público, o drama vivido pela Servidora Pública do Tribunal de Justiça do Acre, Saria Caxias Almeida, 41 anos e sua luta no enfrentamento de um câncer de mama diagnosticado recentemente. 

Saria conta detalhes de como ficou sabendo da doença, qual foi sua reação e como está enfrentando essa guerra com Fé em Deus, amor da familia e apoio de amigos, no momento em que se submete ao tratamento.

Saria conta que até tentou resumir num texto, mas, no fundo não conseguiu. "Ficou ainda muita coisa que não foi escrita. O que vivi nesses quase três meses daria pra escrever um livro. Não tenho como detalhar tudo que gostaria, porque vocês nem teriam paciência pra ler. Mas, estou tentando fazer aqui apenas uma narração dos fatos em resumo. Tenho vivido em detalhes acerca do amor e de como Deus tem cuidado de mim. O que não caberia em um texto", escreveu.


Acompanhe abaixo na íntegra e com detalhes o drama vivido por Saria.

"No mês de junho de 2022 meu pai (em razão da diabete) perdeu a visão do olho direito. Tivemos que procurar um especialista e desde o mês de julho estávamos indo mensalmente a Rio Branco pra retornos médicos e prosseguimento do tratamento.

No mês de setembro, a consulta dele estava marcada para o dia 12/09 e fomos novamente dessa vez na companhia também do Abi e Talita. Eu não sabia ainda porque a rotina tinha mudado e eles tinham ido junto comigo, mas Deus já sabia!

É que no dia 15/09, em razão de uma dor no seio esquerdo e de um nódulo, tive que fazer uma mamografia seguida de uma ultrassonografia mamária. Fui orientada a procurar o melhor mastologista de Rio Branco, Dr. Sidnei Rogério, e, ao mostrar os exames no dia 16/09 ele falou da necessidade de uma biópsia (que foi feita na mesma consulta) e com base nos exames e na sua experiência sai da consulta com um diagnóstico de 80% de chance de ser câncer de mama.

Voltamos pra Tarauacá no dia seguinte, 17/09, pra aguardar o resultado e já ir se organizando pra iniciar o tratamento caso fosse confirmado. E o resultado veio no dia 20/10: câncer de mama.

Conversei com meus amigos, familiares, meus irmãos em Cristo (que são responsáveis por minha cobertura espiritual) e voltei pra Rio Branco, agora pra enfrentar o processo de luta contra o atroz inimigo. 

Retornei ao médico no dia 26/09, na companhia dos meus pais (meus heróis e fiéis companheiros que estão 24 horas de todos os dias ao meu lado), Abi e Talita e ali falamos sobre os procedimentos, forma de tratamento e então iniciamos a guerra.

Dia 28/09, estava marcada a primeira batalha. A “cirurgia”. Estavam ao meu lado naquele momento, meus pais, Abi, Talita, Darla, Rosineia Abreu, Andréia, Samara Gadelha (uma amiga amada que veio de sua cidade ficar perto de mim) e Israel.

Deus é fiel e verdadeiro e me fez derrubar o primeiro gigante. Cirurgia feita (quadrantectomia da mama esquerda), retirada do dreno, retirada dos pontos e por fim, primeira fase concluída. Primeira Batalha vencida com sucesso.

Após 15 dias da cirurgia, voltamos a Tarauacá no dia 15/10, para rever familiares e amigos e renovar as energias pra iniciar a segunda fase do tratamento: as quimioterapias.

Dia 04/11 estava marcada a primeira consulta na Unacon. Fui atendida pelo Dr. Rafael e sai da consulta com data marcada para primeira quimioterapia, dia 07/11.

Sentimentos mais variados que possamos imaginar eu senti. Ansiedade, medo, curiosidade, são alguns dos que consigo citar. 

Meu irmão Abimael, decidiu desde o dia do diagnóstico que estaria ao meu lado e não soltaria minha mão durante todo esse processo. 

No dia 07/11, ele juntamente com sua esposa Talita e minha outra cunhada Darla estavam aqui comigo. Só quem passa por esse processo sabe a importância de ter família e amigos por perto nesses momentos.

O processo é doloroso mas é também uma espécie de desafio. No dia da cirurgia foi furada cinco vezes pra localizar a veia, pois, devido ao excessivo medo e nervosismo as veias sumiram.

Desde minha infância sempre tive muito medo de agulha então não tem sido fácil enfrentar esse processo, serão aproximadamente 20 furadas em veias apenas no braço direito, pois o braço esquerdo não pode ser usado devido a cirurgia.

Convoquei um exército de oração pra batalharem comigo e pedir a Deus pra que essas veias fossem localizadas com facilidade pra que eu não precisasse fazer o acesso por um cateter como o médico já havia me explicado que seria feito,

Depois disso comecei a pesquisar blogs, Instagram e depoimentos de pessoas que passaram e ainda estão passando por essa batalha e recebi muitas dicas, a troca de experiência é importantíssima.

Vi que apertar uma bolinha na mão ajudava na localização da veia, passei a fazer esse exercício diariamente quase 12 horas por dia. 

Antes de sair pra quimioterapia, dobrei meus joelhos e pedi a Deus que me acompanhasse e usasse as mãos daquela equipe pra que localizassem a veia. Funcionou. Na primeira tentativa a veia foi localizada. O sentimento de gratidão foi tão grande que comecei a agradecer e me tranquilizar quanto ao restante do que estava por acontecer, porque ali já tive certeza de que Deus estava ali comigo cuidando de tudo.

Quando aquele líquido começou a invadir minhas veias as sensações no corpo eram imediatas. Frio, leve dor na cabeça, dor no braço, ardência e incômodo no nariz, enquanto tudo isso acontecia eu apenas ouvia louvores no celular, adorava ao Senhor e pedia a Ele que continuasse cuidando de tudo.

Quase três horas depois, os medicamentos são concluídos e você levanta com a sensação inexplicável de que já foi uma e agora só falta 07. Os efeitos embora leves são inevitáveis. Enjoo, vômito e refluxo. 

Após 14 dias queda do cabelo. Após 18 dias não há mais cabelo. E como lidar com tudo isso ? 

Mantendo a certeza de que DEUS VAI VENCER ESSE GIGANTE.


A forma como Deus tem me feito agir e reagir são planos dEle, eu apenas me surpreendo assim como vocês. Raspar a cabeça e dar tchau aos “lindos cachos dourados” como o médico os batizou, não foi entre lágrimas mas entre sorrisos graças a Deus. Eu não sabia que reagiria assim, mas, sentia dentro de mim desde o início que seria assim apesar de muitos acharem que não conseguiria porque não é fácil se ver “careca”. Depois de postar a foto carequinha recebi tantos elogios que fiquei preocupada porque os cabelos vão voltar em breve. 

Decidi guerrear com a ajuda de todos meus familiares, amigos e irmãos em Cristo. E, embora não tenha como (pois sinceramente gostaria de compartilhar com mais frequência e até diariamente sobre minha rotina e do quanto tenho sido cuidada por Deus em todos os detalhes), tenho tentado compartilhar e manter todos informados de como tem sido os momentos mais relevantes. Isso me tranquiliza, pois, sei que não estou sozinha. Tenho milhares de pessoas orando, rezando, torcendo, pensando positivo, me mandando mensagens motivacionais, versículos bíblicos e isso aumenta minha fé e certeza de que não estou sozinha e que Deus está ouvindo e respondendo as orações de todos nós.

Farei 08 quimioterapias. A segunda foi vencida no último dia 28/11 (segunda-feira) e ainda estou à “espera” do que acontecerá com relação aos efeitos, mas, dentro de mim carrego a certeza de que Deus continua no controle de todos os detalhes e que acontecerá apenas aquilo que Ele permitir e que sabe que posso suportar! Isso tem me acalmado e serve de consolo.

Tenho ouvido centenas de pessoas que me ligam e mandam mensagem falando a respeito do meu sorriso e força durante esse processo. Tenho respondido a todos que é tudo Deus. 

A Bíblia diz que a “Alegria do Senhor é a nossa força - Neemias 8:10”. 

Não tenho dúvida de que minha alegria e minha força vem do Senhor.

Eu sou apenas um vaso e Ele tem sido o oleiro perfeito que faz e refaz como quer.

A guerra não acabou.

A primeira batalha já foi vencida e o Deus que começou a boa obra e venceu por mim e vencerá também as demais (restante das quimioterapia e radioterapia)!

Deus me concedeu a oportunidade, a graça, a força, a fé e o privilégio de enfrentar essa guerra com um sorriso no rosto e de uma forma tão audaz que chego a nem me reconhecer porque realmente não sou eu, é tudo Ele, por Ele e para glória do nome dEle!

Tenho um Deus que tudo pode e que tem propósito em todos os processos.

Tenho uma família cheia de amor e que não soltam minha mão.

Tenho uma família cristã (meus pastores e todos meus irmãos e irmãs em Cristo) que são um exército levantado por Deus para guerrearem em jejum e oração pela minha vida.

E tenho vocês, amigos, amigas, colegas, conhecidos e muitos que nem conheço ainda pessoalmente mas que estão em oração e tomaram essa causa como sua e é isso que me dar a certeza de que em breve estaremos marcando o dia, o local e o horário pra comemoramos essa vitória.

Se eu sei o que tenho ? O que está por vir ? Os efeitos colaterais ? As dores do processo ? Sim !!! Eu sei !!! Tenho consciência ! Mas tenho consciência principalmente do tamanho do meu Deus e do quão cuidadoso Ele tem sido comigo durante toda minha vida é Nele que eu continuo crendo 🙏🏽🙏🏽🙏🏽 afinal de contas o centro de tudo em minha vida sempre foi e sempre será DEUS 🙏🏽❤️🙏🏽

Pra finalizar, você que teve paciência de ler até aqui pode estar se perguntando: - que mensagem você teria a deixar pra quem está lendo esse mini livro?

Eu responderia:

Deus me concedeu o privilégio de diagnosticar e cirurgiar um câncer de mama em menos de 15 dias e isso fez toda a diferença no prosseguimento do tratamento. Isso me deixou muito claro que não é clichê: Cuidar da saúde é o melhor remédio. 

Faça o autoexame e a mamografia pelo menos uma vez ao ano e cuide-se SEMPRE".

(Sária Caxias)

Nenhum comentário: