CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

quarta-feira, 24 de março de 2021

Festival Boca de Mulher será realizado no formato de live neste domingo


O mês que marca o Dia Internacional da Mulher, março, não vai passar em branco no Acre. No dia 28 março, o Instituto de Mulheres da Amazônia (IMA), em parceria com o Movimento de Mulheres, realiza o Festival Boca de Mulher. O evento é financiado pela Lei Aldir Blanc.

A edição 2021 nasce da afetuosidade de vários corações, que trazem a originalidade do primeiro Boca de Mulher, promovido em 1989.

O Festival Boca de Mulher é um espetáculo artístico, que dá voz a cantoras, feministas, poetas, almas femininas e masculinas que se entrelaçam na luta por um mundo com equidade, direitos e políticas públicas.


“O que se pode esperar é um verdadeiro espetáculo. Vamos ecoar as nossas lutas por meio da arte. O Acre é o estado com mais registros de feminicídios, e nós, mulheres da Amazônia, somos resistência. O Festival Boca de Mulher é um cantar de resistência”, explica a presidente do IMA e coordenadora-geral do evento, Concita Maia.

Nesta edição do festival, participam cantoras que compõem a trajetória do Boca Mulher, como Verônica Padrão, Sandra Buh, Iana Sarkis, Kelen Mendes, Camila Cabeça, Nilda Dantas, além de novos nomes da música acreana, como Dulcineia Galdino, a parteira Zenaide Carvalho, entre outras artistas.


O festival será promovido no formato de live, a partir das 10 horas, no horário do Acre, e às 12 horas, em Brasília. O espetáculo será transmitido pelo canal do Youtube do IMA.

Na edição deste ano, o evento traz o quadro “Mulheres Espelho”, momento em que o público vai apreciar a fala potente de feministas como a escritora e filósofa, Márcia Tiburi; a pedagoga Shuma Shumaher; ex-vice governadora do Acre e procuradora do Estado, Nazareth Araújo, entre outras lideranças amazônicas.


(assessoria)

Nenhum comentário: