CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

TARAUACÁ: SEM DISCUTIR COM A CATEGORIA, PREFEITURA DE TARAUACÁ ENCAMINHA PROJETO DE LEI À CÂMARA DE VEREADORES PARA REDUÇÃO SALARIAL

Reunião com médicos e vereadores
Os médicos que atuam nas unidades de Saúde do Município de Tarauacá foram surpreendidos hoje(26) com um Projeto de Lei que tem como objetivo principal a redução salarial dos mesmos. 

O Projeto de Lei nº 003/2014, encaminhado a Câmara de Vereadores do Município de Tarauacá esta semana, foi mais uma das medidas autoritárias adotadas pela administração do "Governo de um Novo Tempo", pois foi encaminhado para apreciação e votação dos nobres parlamentares, sem discussão prévia com os profissionais de saúde.

No ano de 2013, a atual administração encaminhou um Projeto de Lei onde concedia um reajuste salarial de 37,5% nos vencimentos dos médicos do Município de Tarauacá que na época era de R$ 8.000,00 (oito mil reais), passando para um montante de R$ 11.000,00 (onze mil reais), correspondente ao salário do prefeito., conforme matéria veiculada noBlog da Assessoria de Comunicação da Prefeitura.

Sabendo dessa informação repassada pela vereadora Janaína, quase todos os médicos foram até a Câmara de Vereadores para uma reunião com os parlamentares ressaltando que não houve uma conversa com a administração no que diz respeito a redução salarial. Também ressaltaram que desde o ano passado, após a divulgação do reajuste salarial, foi prometido a contratação provisória com todas as garantias dos direitos trabalhistas constitucionais tais como férias,13º salário e depósito do FGTS, mas não foi cumprido. Estão desde o ano passado esse tempo todo como prestadores de serviço, com descontos significativos em seus salários e sem informações inclusive de contracheque, e, principalmente sem saber a destinação de tais descontos.

Como encaminhamento final, vereadores e médicos propuseram uma conversa com o Secretário Municipal de Saúde, Carlos Tadeu e o Prefeito Rodrigo Damasceno para debaterem mais sobre o assunto e chegarem a um entendimento melhor sobre esse problema antes de colocar o Projeto de Lei em Votação.

Veja maios no blog do Eurico Paz

Nenhum comentário: