CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Marilete Vitorino assume presidência da Amac; Marcus Alexandre deixa mais de meio milhão em caixa


Ascom/PMRB - A prefeita de Tarauacá, Marilete Vitorino, enfim assumiu oficialmente a presidência da Associação dos Municípios do Acre (Amac) em substituição ao prefeito da Capital, Marcus Alexandre. A posse da nova presidente e primeira mulher à frente do órgão ocorreu em uma rápida cerimônia na tarde desta quarta-feira (1°), agora ela tem um mandado de 2 anos pela frente.

Mantendo o mesmo discurso do dia da eleição, a prefeita confirmou ser técnica a gestão dela à frente da Amac: “Não vamos ter cor política, mas vamos trabalhar com e para todos os prefeitos de nosso Estado. E neste trabalho esperamos contar com o prefeito de Rio Branco e sua experiência”, disse Marilete.

A prefeita ainda comentou sua surpresa com relação ao convite para assumir os destinos da associação dos municípios. Mesmo estando o município de Tarauacá enfrentando uma forte enchente, ainda assim, Marilete reafirmou seu compromisso com a Amac.

Marilete destacou a importância da equipe técnica, fundamental para elaboração dos projetos: “Eles dão uma assistência fantástica e a gente só coordena. É uma equipe que está pronta e só vamos buscar sempre o aprimoramento.”

Capixaba na Amac

O prefeito de Capixaba, Zé Augusto Gomes da Cunha (PP), eleito como membro do conselho fiscal da associação, destacou ser a Amac uma instituição técnica e de extrema importância para os municípios do interior. “Nossos municípios são extremamente dependentes dos repasses federais, os quais necessitam de bons projetos para os recursos serem liberados. O papel de Amac é nos socorrer com seu corpo técnico na elaboração destes projetos.

Marcus Alexandre deixa dinheiro em caixa

O prefeito de Rio Branco relatou a importância da equipe técnica da Amac, os quais sempre estiveram presentes, inclusive nas grandes enchentes dos últimos anos, tendo atuado nos “planos de resposta” necessários para a obtenção de recursos federais.

Em seu relatório de gestão, Marcos Alexandre revelou terem sido 1.072 projetos em quatro anos, com R$ 373 milhões empenhados e liberados para os 22 municípios. Ele ressaltou que isso tudo também contou com a bancada federal e do Governo Federal.

O prefeito de Rio Branco destacou a construção do auditório da sede da Amac, a aquisição dos novos veículos e o aparelhamento da sede em Brasília: “Mesmo nestes momentos difíceis, encerramos o ano com as dívidas sob controle e deixamos R$ 524 mil em conta para a nova presidenta. Reiteramos nossa intenção de permanecer na Amac, apoiando a instituição”. Marcus Alexandre finalizou pedindo para a instituição continuar com seu papel técnico.

Estiveram na solenidade de entrega do relatório de transição os deputados estaduais Jairo carvalho, Jesus Sérgio e Eliane Sinhasique, a vereadora Lene Petecão e os prefeitos de Manoel Urbano, Tanízio Sá, de Plácido de castro, Gedeon Barros, de Capixaba, José Augusto, do Bujari, Romualdo Souza, e de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, que também é o atual vice-presidente da AMAC. O prefeito Gedeon Barros ressaltou a iniciativa do prefeito Marcus Alexandre em modificar o Estatuto da Associação e permitir que houvesse eleição direta para a presidência da AMAC. 

Nenhum comentário: