CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Em Brasília, Tião Viana discute a implantação do Hospital de Barretos no Acre

No Acre, a implantação da unidade de Barretos é fruto de acordo entre o governo, a direção do hospital e o Ministério Público do Trabalho (Foto: Cedida)
Agência Acre - Cumprindo agenda em Brasília nesta terça-feira, 7, o governador Tião Viana liderou importante audiência com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, e gestores ministeriais para tratar sobre o andamento da implantação da primeira unidade de tratamento de Câncer de Barretos no Acre.

Os governadores do Amapá, Waldez Góes, e do Tocantins, Marcelo Miranda, aproveitaram a agenda proposta por Viana para tratar da implantação da unidade em seus estados.

A audiência foi acompanhada pelos deputados federais Leo de Brito e Alan Rick Miranda, além do deputado estadual Raimundinho da Saúde.

O diretor do Hospital de Barretos, Henrique Prata, também esteve presente ao encontro, que destacou a relevância do tratamento de câncer no Acre e nesses outros estados.

“O que o governo está fazendo neste arranjo é alinhar com o Ministério da Saúde, juntamente com os governadores do Tocantins e do Amapá, o posicionamento de que nós abrimos mão do nosso Unacon quando estiver pronta essa estrutura, a fim de que somente ela cuide dos casos de câncer com financiamento do SUS [Sistema Único de Saúde]. A manutenção fica por conta do governo do Estado, do Ministério da Saúde e do próprio Hospital de Barretos”, destacou Tião Viana.

O governador pontuou, ainda, que a ação proposta trará um grande futuro para o tratamento de câncer na Amazônia e no Acre.

Os pleitos de Tião Viana foram muito bem recebidos pelo ministro e sua equipe, já ficando designada nova reunião para definir os critérios de concretização dos pedidos.

“No Acre, o governo doou o terreno para o hospital e já vamos liberar a primeira parte do acordo feito com o MPT [Ministério Público do Trabalho], de R$ 31 milhões, para dar a maior velocidade possível à implantação da unidade”, afirmou Viana.
Parlamentares parabenizam esforços do governo

Para o deputado federal Leo de Brito, a implantação do Hospital de Barretos no Acre é mais uma grande vitória para a Saúde e para as pessoas que precisam fazer tratamento contra o câncer e têm de se deslocar ao Centro-Sul do país.

“O Acre já deu um grande passo com o Hospital do Câncer, e agora, com a parceria com o hospital de Barretos, vamos dar outro grande passo. O governador Tião Viana está de parabéns”, disse o parlamentar.

O deputado federal Alan Rick Miranda pontuou que trazer uma unidade do Hospital do Câncer de Barretos para o Acre representa uma grande conquista.

“O paciente oncológico já está fragilizado, e fazer o tratamento em sua cidade, perto da família, é fundamental para sua recuperação. É um passo muito importante que o governo do Estado está dando nessa parceria com o governo federal. Felicito o governador Tião Viana e o ministro Ricardo Barros, que podem contar com meu apoio para mais esse serviço em favor da população acreana”, destacou.

O deputado estadual Raimundinho da Saúde também destacou a importância da iniciativa.

“Parabenizo o governador Tião Viana pela iniciativa de, junto com o Hospital de Barretos e o Ministério Público do Trabalho efetivar esta ação no Acre. Com a união dos poderes, conseguiremos trazer melhores condições para o tratamento de câncer no Acre. Quem ganha com tudo isso é a população”, frisou.
A implantação da unidade de Barretos no Acre

A implantação da unidade oncológica de Barretos no Acre é fruto de acordo entre o governo do Estado, a direção do hospital e o Ministério Público do Trabalho (MPT).

No mês passado, o governo do Estado efetivou a doação do terreno para a construção do hospital.

Os serviços de terraplanagem devem avançar neste primeiro semestre, e a previsão é de que a unidade entre em funcionamento já no início de 2018.

O método do Hospital de Barretos, que tem unidades também em outras cidades brasileiras como Juazeiro (BA) e Porto Velho (RO), é conhecido pela eficiência na redução de até 95% dos casos de cânceres que matam.

Com o avanço na audiência e o apoio do governo do Acre, os governos do Amapá e do Tocantins podem ser os próximos a implantar o sistema Barretos em seus estados.

Nenhum comentário: