CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Escola Polo será construída em Tarauacá pelo Governo do Acre

Governo anuncia a ordem de serviço para a construção da Escola Jovem (Ensino Fundamental e Médio) que atenderá aos jovens das comunidades do Rio Gregório próximas à BR-364 (Foto: Assessoria SEE)
Um sonho que virou realidade. Foi assim que teve início a fala da estudante Francisca Lima na manhã de terça-feira, 26, na comunidade do Rio Gregório, zona rural de Tarauacá, ao ser anunciada a ordem de serviço para a construção da Escola Jovem (ensino fundamental e médio) que atenderá aos jovens das comunidades do Rio Gregório próximas à BR-364.

A rede estadual de ensino já atende na região 192 alunos de 75 famílias, através dos programas Asas da Florestania, Fundamental e Médio. Serão R$ 160 mil, aproximadamente, para uma escola de três salas, mais sala multimeios, cozinha, refeitório, direção/coordenação, banheiros e campo de futebol.

A construção da escola representa uma antiga reivindicação das comunidades do Maracanã, Gregório, Tauari. “Antes não era possível para nossos jovens estudar perto de suas famílias por questões financeiras, o que representava atraso para a comunidade, pois nossos filhos não tinham a possibilidade de voltar e nos ajudar com a aquisição e troca de novos conhecimentos”, relatou o representante dos pais dos alunos, Francisco das Chagas Fernandes.

Mudança de vida - “Esta boa notícia representa mudança de vida e um futuro melhor para todos que moram aqui”, ressaltou o professor Fredson Barbosa. “Este é um projeto ousado do governo do Estado, que vem investindo pesado na educação há mais de uma década, o que nos anima e nos incentiva a procurar melhorar cada vez mais como profissionais.”
Governo anuncia a ordem de serviço para a construção da Escola Jovem (Ensino Fundamental e Médio) que atenderá aos jovens das comunidades do Rio Gregório próximas à BR-364 (Foto: Assessoria SEE)

Compensar deficiências históricas. Essa é a ideia do governo ao garantir direitos básicos como saúde e educação às comunidades que residem em áreas de difícil acesso, afirma o secretário de Estado de Educação, Daniel Zen. Segundo ele garantir a educação básica para todos é dever e obrigação do Estado. "A seriedade com que temos tratado a educação é demonstrada na formação superior de 97% dos nossos professores e na implantação do ensino médio nos 22 municípios do Estado. Essa realidade é percebida na comunidade do Rio Gregório, onde todos os professores que aqui atuam têm curso superior. Eles estão qualificados e habilitados a darem uma boa aula”, disse.Para a coordenadora do Núcleo da SEE em Tarauacá, Francisca Aragão, o anúncio do início da obra marca um momento histórico para a comunidade. Para ela, o estudo conduz a uma vida melhor que nem sempre está na cidade grande. “Uma vida melhor representa, em alguns casos, o retorno dos alunos para suas comunidades de origem, para ali aplicarem novas técnicas e novas habilidades que venham fazer com que a comunidade se desenvolva. Esta escola é especial desde a sua concepção. Portanto, a comunidade escolar e familiar tem o dever de cuidar bem dela”, ressalta.

Contato com a comunidade – Uma das marcas da gestão de Daniel Zen é promover o diálogo direto com as comunidades distantes do Estado. Ouvir as demandas e necessidades delas tem feito a diferença nas ações da educação.

“É uma honra para nossa comunidade receber a equipe da SEE, pois temos a oportunidade de falar das nossas necessidades. A construção da escola na comunidade é fruto de uma reivindicação justa e organizada que fizemos juntos às autoridades. Hoje estamos colhendo os frutos dessa conversa feita no passado não muito distante”, relatou Raimundo Firmino da Silva.

Escolas contempladas pelo PAR em Feijó

Aproveitando a visita à região de Tarauacá-Envira, a equipe da SEE foi à Escola Raimundo Augusto Araújo, em Feijó, contemplada pelo Plano de Ações Articuladas (PAR), iniciativa do governo federal desenvolvida em parceria com os governos estaduais que destinam recursos para serem investidos em reformas e ampliações de instituições de ensino.

Construída na década de 1940, no governo de José Guiomard Santos, a Escola Raimundo Augusto de Araújo é um dos poucos edifícios dos antigos "grupos escolares". O secretário Daniel Zen anunciou à equipe gestora, professores, servidores, pais e alunos que os recursos para a reforma da escola já foram liberados desde o fim de 2011. Serão investidos R$ 900.798,28, sendo R$ R$ 665.549,50 oriundos do FNDE/MEC e R$ 235.248,78 de recursos próprios do Tesouro do Estado do Acre. As obras se iniciam tão logo a licitação, que está em fase de finalização, for concluída.

Para Kessy Carvalho, que representava o grupo de alunos da escola, a reunião foi produtiva. “De forma democrática, ouvimos e fomos ouvidos. Saímos daqui conscientes da preocupação da Secretaria de Educação em oferecer ensino de qualidade, sem esquecer também de oferecer uma boa estrutura às escolas da rede estadual.”

Por Concita Cardoso (Assessoria SEE)
Fonte: Agência Acre

Nenhum comentário: