CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

quarta-feira, 2 de maio de 2018

JORDÃO: CONHEÇAM A EQUIPE GESTORA E A ESCOLA "JAIRO DE FIGUEIREDO MELO"


Criada em 20 de junho de 2007, através do Decreto Nº 474 de 09 de abril de 2007, a escola Jairo de Figueiredo  Melo, situada na Rua Tadeu Teixeira de Albuquerque, S/N, município de Jordão, Estado do Acre, recebeu esse nome em homenagem ao ex-aluno que teve morte trágica no município. 

No vídeo abaixo a diretora fala do trabalho na escola.

  

Surgiu da necessidade de atender os jovens que concluíam a 8ª série (hoje 9º ano) e interrompiam os estudos por falto do ensino médio. Por conta dessa realidade, a maioria buscava a conclusão dos estudos em outros municípios, como fez o jovem que deu o nome à escola. O prédio próprio foi inaugurado em 20 de junho de 2007, pela Secretária de Educação Professora Maria Correia, juntamente com o Governador Binho Marques e todo corpo docente da época. 


Nesse período, a escola passou a denominar-se Escola de Ensino Fundamental e Médio através da Portaria nº 1194 do dia 26.04.2007, passando assim a ofertar Ensino Fundamental e Médio.



Em 2018, a escola oferece Ensino Fundamental e Médio, atendendo uma média de 450 estudantes, divididos em 15 turmas, funcionando em 3 turnos, com um quadro composto por 23 professores e 6 servidores.



A Equipe gestora é formada pela Diretora Professora Nágila Maria de Figueiredo Melo graduada em letras com especialização em Gestão Escolar.



Pela coordenação de Ensino, responde a Professora Sandra Vale de Almeida, graduada em letras.



Professora Terezinha Bezerra de Lima, graduada em Biologia é a Coordenadora Pedagógica.



Servidor Antônio Vagner Nascimento Souza, formado em Ensino médio é o Coordenador Administrativo.



Professora Maria José Sombra, graduada em Matemática é a Secretária da escola.


O NOME DA ESCOLA:

O nome da escola homenageia “JAIRO DE FIGUEIREDO MELO, acreano de Tarauacá, filho de Hilário de Holanda Melo e de Lucimar de Figueiredo Melo, nascido em 23 de março de 1977. Aos 6(seis) meses de nascido foi para a então Vila Jordão, onde já residiam seus pais e passaria boa parte de sua vida, juntamente com seus irmãos: O mais velho, Zózimo Garcias de Melo e os dois mais novos, Francisco Armando de Figueiredo Melo e Antônio Carlos de Figueiredo Melo. Ingressou na vida escolar com 6 (seis) anos de idade na Escola Manoel Rodrigues de Farias, ou simplesmente “Grupo” para os habitantes da Vila Jordão daquela época. Já transcorria o ano de 1983. Logo aprendeu a ler e a escrever. Gostava de desenhar e se divertia muito lendo gibis (história em quadrinhos) do Pato Donald, da Turma da Mônica, do Tio Patinhas, e etc., o que era muito incentivado por seus pais que, sempre alimentaram o hábito da leitura, nunca deixando faltar um novo exemplar. Sonhava, como todo garoto daquela época, em servir o exército, e sempre justificou seu desejo na atratividade que o uniforme militar exercia sobre seus olhos. Permaneceu residindo na Vila Jordão e ali estudando desde a 1ª até a 4ª séries do hoje ensino básico, sempre na escola Manoel Rodrigues de Farias, onde também estudaram seus dois irmãos mais novos: Armando e Antônio Carlos.

Em 1988, quando já ia cursar a 5ª série, e devido à falta de estrutura escolar compatível, foi obrigado a abandonar temporariamente o convívio de seus pais, para morar e estudar em Tarauacá/AC, onde veio a cursar até a 8ª série, sempre no Instituto São José na  companhia de seu irmão mais velho, Zózimo Garcias de Melo, o popular “Boba” e a prima Sara Maria Viana Melo.

Em Tarauacá, morou na casa de seus tios Sesóstris de Holanda Melo e Maria do Céu Freire Viana Melo, com certeza seus segundos pais, todavia, as férias de meio e fim de ano tinham destino certo: retornar ao Jordão para rever seus pais e irmãos. Sempre foi muito dedicado à sua família e gostava de fazer amigos. Como toda criança daquela época, gostava de jogar peteca, empinar papagaio, jogar futebol, andar de bicicleta, tomar banho de rio, pescar, estar em contato com a natureza, etc. Foi em Tarauacá que viveu uma empolgante parte de sua vida, ainda embalando o sonho de ser soldado do Exército, quando integrou a guarda Mirim, dedicando-se literalmente às atividades ali desenvolvidas, ocasião em que reforçou sua amizade com os já amigos Max Vitorino, Hidelque Farias, Everton Santiago e Neto Farias. Estudando no colégio Instituto São José integrou a seleção de Handball, fazendo as funções de goleiro, tendo obtido várias vitórias. Ainda em Tarauacá, apaixonou-se pela Eletrônica e pela Mecânica, desmontando e construindo os mais diferentes tipos de equipamentos que vinham a sua memória. Também desenvolveu sua habilidade de desenhar, incentivada por seus pais desde os primeiros anos de nascimento. Sempre muito religioso e temente a Deus, princípios muito bem repassados por seus pais, cultivados por seus tios e incentivado pelo Padre Humberto, amigo da família, fez catequese, foi Sacristão na Igreja São José, em Tarauacá/AC, e ainda foi Crismado, tendo como padrinho seu tio, César Melo. Adorava ouvir boa música, em especial Legião Urbana, Paralamas do Sucesso, Barão Vermelho, Raul Seixas, Zé Ramalho, etc., gosto que fez com que seus pais adquirissem para ele um dos primeiros toca-fitas(gravadores) com a função “auto-reverso” visto em Tarauacá.

Em 1993, quando já ia cursar o 1º(primeiro) ano do então segundo grau, hoje ensino médio, mudou-se para Manaus, como já tinham feito todos os outros filhos dos irmãos Hilário Melo e Sesóstris Melo. Lá, estudou no colégio CIEC – Centro Integrado de Educação Cristus, onde praticou natação e musculação, e diante de seu desempenho e dedicação integrou a seleção de natação de sua escola, obtendo medalhas por vitórias. No final de 1993, retornou de férias para o já Município de Jordão, época em que seu pai, Hilário Melo, ocupava o cargo de prefeito eleito no pleito de 1993, primeiro da história do município. Tanto amava o Jordão que ali teve seus últimos dias de vida, entre idas e vindas aos seringais da família, falecendo no dia 28 de janeiro de 1994, faltando menos de dois meses para completar 17(dezessete) anos de idade. A maior parte de sua vida foi ditada pela necessidade de estudar e de conquistar um futuro melhor, o que sempre foi incentivado por seus pais, principalmente por sua mãe, Lucimar Melo, com certeza a professora mais antiga em atividade no município de Jordão. Desde sua mudança para o município de Tarauacá até sua ida para Manaus, os motivos não foram outros senão a busca pela EDUCAÇÃO'. 

Assessoria de Comunicação
Núcleo de Educação
Tarauacá - Acre

Nenhum comentário: