CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

sexta-feira, 31 de março de 2017

Moisés Diniz é opção até para vice na Frente

Luis Carlos Moreira Jorge - Nas discussões que estão sendo travadas dentro do PCdoB, o nome do deputado federal Moisés Diniz (PCdoB) aparece como sendo uma espécie de coringa, que pode ser opção para coordenar a campanha do partido, disputar a reeleição, suplente de senador e até uma das opções para a discussão sobre quem será o vice na chapa que a FPA lançará ao governo. O ex-deputado Edvaldo Magalhães não quis confirmar e nem desmentiu a possibilidade da vice. Mas, lembrou que a votação do chamado “médio Tarauacá”, que corresponde aos municípios de Tarauacá e Feijó foi a responsável pela vitória do governador Tião Viana. E ressaltou a trajetória de Diniz (foto) como irretocável tanto pessoal como política. Aprendi a não duvidar de nada na política acreana, quando se trata do PCdoB. Poucos articulam bem nos bastidores como os comunistas. Não dão prego em barra de sabão, quando é para ocupar espaços.

Opção mais plausível
O deputado federal Major Rocha (PSDB) me disse ontem que deverá dizer na reunião que terá hoje com o prefeito Gedeon Barros (PSDB) que, se de fato está sentindo algum complô comandado pelo secretário de Saúde, Zé Maria, que o demita agora. “Não pode deixar para depois”, recomenda.

Injeção de ânimo
Para o deputado federal Major Rocha (PSDB) o que está faltando nos prefeitos da oposição é a criatividade, não podem ficar só esperando por emendas parlamentares. Cita o caso do prefeito Doria, em São Paulo, que cria uma agenda positiva atrás do outra sem gastos extras.

Fora de controle
A matança entre membros das facções chegou ao clímax. 4 mortos e 6 baleados, na última quarta-feira. Rio Branco virou, definitivamente, uma das cidades mais violentas do Brasil.

Sem foco político
A sessão solene de ontem na ALEAC, proposta pela deputada Maria Antonia (PROS), para homenagear os hansenianos, foi válida porque tem o foco da inclusão social e não político.

Alto acre fechado
O DATA-CONTROL, comandado pelo competente qualificado Denys, fecha hoje a sua pesquisa para governador e senador nos municípios do Alto Acre. Depois será a vez de Rio Branco e em seguido os municípios do Juruá. A pesquisa abrangerá todo estado, será muito representativa.

Primeira pesquisa séria
A pesquisa do DATA-CONTROL será a primeira da eleição de 2018. Baseada em dados científicos, retratará o momento político e servirá como uma amostragem confiável.

Importa a reação
Aonde se andava na cidade só se encontravam ruas esburacadas. O que importa é que o prefeito Marcus Alexandre está respondendo às críticas com uma ação intensiva, cujo resultado começou a aparecer. Com o verão, poderá tirar este belo abacaxi do colo.

Chumbo trocado
Uma importante figura do governo passou a informação de que, se a “CPI da BR-364”, a ser criada na ALEAC, tentar convocar o prefeito Marcus Alexandre para falar sobre a obra, da qual foi um dos responsáveis, a base do governo replicará convocando membros da família Cameli.

Convocação desnecessária
A coluna tem também informações que, na “CPI da Venda de Casas” está na pauta da oposição a convocação da Chefe do Gabinete do governo Tião Viana, Procuradora Márcia Regina. Qualquer menção à participação dela em falcatrua no escândalo será leviano e politiqueiro.

Tabela da morte
Os motoristas de táxi que trabalham à noite fizeram uma relação de bairros dos quais não atendem chamadas e nem aceitam corridas no ponto. Entre eles está a “Cidade do Povo”.

Eu é que sei?
Perguntaram ontem: o secretário municipal André Kamai, caiu em desgraça na prefeitura de Rio Branco? Meu caro curioso: transfiro a pergunta ao prefeito Marcus Alexandre.

Exemplos de democracia
É sentimento comum entre os jornalistas que cobrem as sessões da Assembléia Legislativa que, as deputadas Leila Galvão (PT), Juliana Rodrigues (PRB), Eliane Sinhasique (PMDB) e Maria Antonia (PROS) são exemplos de democracia. Nunca reagem de forma raivosa a uma crítica.

Decepção regional
O senador Gladson Cameli (PP) ficou fora da lista da corrupção no PP. Decepção foi grande entre os seus adversários. Contavam com seu nome na lista para fazer um carnaval eleitoral.

Lamento do Chico Viga
O ex-deputado Chico Viga lamentava ontem na tradicional “Barbearia do Ziza”, a decretação da prisão do vereador Carlos Juruna (PSL): “investi tudo na sua eleição, banquei a sua propaganda e em troca teria seu apoio para deputado estadual em 2018. Entrou água”.

Melhor entregar-se
O vereador Carlos Juruna (PSL) continuava foragido até o fechamento da coluna.

Candidato a governador
O jornalista Zé Carlos está se apresentando como candidato a governador pelo partido NOVO. Não tem grandes expectativas de votos, mas quer colocar a candidatura e o partido na mídia.

Muito bem articulado
Um experiente político da oposição comentou ontem num rápido papo, que está impressionado com a estrutura de apoio montada pelo presidente da Assembléia Legislativa, deputado Ney Amorim (PT), com representantes em todos os municípios. Para este político, Ney será um dos mais fortes candidatos ao Senado. Não entrou no jogo para fazer figuração.

Acordo de campanha
Um dirigente petista explicou ontem que o fato do deputado federal Alan Rick (PRB) vir a indicar o secretário de Ciência e Tecnologia, secretaria recém-criada pela prefeitura da capital, não diz respeito a um acordo de agora, mas uma composição que se deu durante a campanha.

Pessoal não entende
“Luis Carlos, o pessoal não entende que há uma afinidade grande entre o prefeito Marcus Alexandre e o deputado federal Alan Rick (PRB), ambos são da Igreja Batista do Bosque. Independente de ganhar uma secretaria, eles estariam juntos em 2018”, me disse o petista.

Tenho eu me valorizar
O PHS foi o único partido a não mandar representante para a reunião do “Conselho Político da FPA”. Mas o seu presidente Manoel Roque me disse ontem que, as arestas já foram aparadas e estará firme na campanha da FPA, em 2018. O milagre é conhecido como “chuva no roçado”.

Posição de independência
Pelos atos praticados até aqui o vereador Emerson Jarude (PSL), mesmo seu partido ser integrante da FPA, se mostra independente quando se trata de votar assuntos polêmicos, como no caso da criação da “CPI do Transporte Público”. Isso é bom para a política.

Nunca ganhou no Acre
A vinda do Lula ao Acre, prevista para o mês de abril, não ajudará em nada o candidato a ser lançado para o governo estadual. Quando estava no seu auge, Lula sempre perdeu no Acre, mesmo com o poder no comando do PT. Não será agora encalacrado na justiça que ajudará.

Sem passar pelo plenário
Com a recente decisão do Tribunal da Justiça, qualquer pedido de CPI para tramitar na Aleac, bastará ter oito assinaturas de deputados, não precisará mais ser submetido ao plenário da Casa. Isso deixa uma porteira aberta para a criação de novas CPIs.

Não fincará o pé
O deputado Chagas Romão (PMDB) me disse que, ouviu do ex-prefeito Vagner Sales (PMDB) de que, se o deputado federal Flaviano Melo (PMDB) quiser candidato a senador, ele não será empecilho. O caminho ficou assim livre para o Flaviano, ser ou não candidato depende dele.

Nenhuma expectativa
É uma pena. Sinal que toda sorte de patifaria política voltará a acontecer na eleição do próximo ano, porque as regras que facilitam a promiscuidade entre os partidos e quem está no poder, como a venda do tempo dos chamados nanicos, continuará intensa. Como é que se pode pensar em seriedade na política, num país com trinta partidos políticos, a maioria sendo apenas balcões de negócios? Sem uma Cláusula de Barreira para impedir a criação de novas siglas, se mantendo a Coligação Proporcional, jamais teremos eleições limpas e confiáveis. E a prova mais cabal de que a atual classe política não deixará avançar qualquer reforma, porque seria como cortar na carne, é a manobra para aprovar o chamado “Voto de Lista”, em que apenas os cardeais dos partidos seriam os beneficiados na perpetuação do poder. E ficará tudo como antes no podre quartel político do Brasil. Sem Reforma Política a Lava-Jato será minimizada, porque novos personagens pilantras aparecerão em 2018.

(ac24horas)

Nenhum comentário: