CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

TARAUACÁ: ESTUDANTE TARAUACAENSE DO IFAC SELECIONADA PARA PARTICIPAR INTERCÂMBIO EM PORTUGAL

Thamires Farias
A estudante tarauacaense Thamires Farias está entre o seleto grupo de seis estudantes do Instituto Federal do Acre (IFAC) escolhido para o Programa IFAC-Portugal que vai para Portugal. A jovem e mais 5 colegas foram selecionados por mérito acadêmico e viajam nesta terça feira, 14 fevereiro de 2017 para Portugal, onde irão estudar no Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) durante cinco meses. Thamires que tem 19 anos, cursa biologia, é filha do casal José Ronildo Marinho de Farias (Gato) e Lucimar Araújo de Oliveira



Os seis estudantes do Instituto Federal do Acre (IFAC) selecionados pelo edital do Programa IFAC-IPBC se reuniram com a reitora Rosana Cavalcante dos Santos, na última sexta-feira (10.02), para falarem sobre as expectativas com o intercâmbio acadêmico no Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB). Também participaram do encontro, o pró-reitor de Extensão, Fabio Storch, o coordenador do Centro de Idiomas, Luiz Eduardo Conceição, e a diretora de Relações Internacionais, Iliane Tecchio. A viagem dos alunos será no dia 14 de fevereiro.

Durante o intercâmbio, que terá duração de cinco meses (correspondentes a um semestre letivo) os estudantes cursarão de quatro a seis disciplinas no IPCB, além de terem uma rotina de estudos semelhante à dos alunos regulares da instituição portuguesa.

“Para mim, que vim do interior, da roça, é uma oportunidade única. O que eu puder aprender de conhecimento na área ambiental, vou trazer para colocar em prática em Xapuri. Esse é o meu objetivo. Me sinto orgulhosa. Vale a pena se esforçar e correr atrás”, destacou a estudante de Gestão Ambiental do campus Xapuri, Rosana Caldas.


Para a acadêmica de Sistemas para Internet, do campus Rio Branco, Kimberly do Nascimento Lima, a mobilidade representa a realização de um sonho. “Meu sonho sempre foi sair do Brasil e fazer um intercâmbio. Depois de tanto tempo sonhando, estudando e lutando, surgiu a oportunidade no IFAC. Eu estou com uma expectativa muito boa, tanto de crescer profissionalmente como academicamente, pois quero fazer mestrado para dar aula. Já sou professora de Inglês, então gosto muito, me identifico com a docência”, compartilhou.

De acordo com a diretora de Relações Internacionais, Iliane Tecchio, o objetivo da mobilidade é colaborar para a formação acadêmica e humana dos estudantes. “Quando temos uma experiência em outro país, com outra cultura, nós começamos a descobrir e respeitar muito mais as nossas raízes, porque, às vezes reclamamos muito, mas quando saímos, descobrimos como aqui é bom, como têm coisas boas no nosso país e como podemos, em colaboração com outros países, trazer novos conhecimentos para melhorar o ambiente em que vivemos. Esse é um dos objetivos que temos com esse intercâmbio”.

Coordenador do Centro de Idiomas, Luiz Eduardo Conceição, contou sobre sua experiência pessoal durante intercâmbio e destacou a importância dada pela gestão à mobilidade acadêmica, apesar do momento econômico do país. “É uma decisão de gestão. Estamos passando por cortes, mas a gestão está priorizando esse tipo de ação, pois acredita no impacto que ela causará, não só na vida dos estudantes, mas na vida da Instituição. O que queremos é que eles (estudantes), se divirtam, estudem e retornem com consciência de multiplicar o que vão viver”, disse.


A reitora também compartilhou com os intercambistas sua experiência acadêmica e sobre os esforços para garantir a internacionalização contínua do Instituto, possibilitando a mobilidade acadêmica de alunos e servidores. Além das estudantes Rosana Caldas e Kimberly Nascimento, os selecionados para o intercâmbio em 2017 são estudantes de Licenciatura em Biologia, Química e Física dos campi Sena Madureira, Rio Branco e Xapuri.

O Programa IFAC-IPBC é resultado do Acordo de Cooperação nº 05 entre IFAC e o IPCB, assinado em junho de 2013. O documento tem vigência de cinco anos. Esta é a segunda mobilidade internacional do Programa. Em setembro de 2015, o Instituto levou oito alunos para estudarem um semestre letivo no IPCB, em Portugal. A experiência deles pode ser conferida aqui

Blog do Accioly
Com informações 
Assessoria Ifac


Nenhum comentário: