CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

TARAUACÁ: AULA INAUGURAL DO PROERD PAIS ACONTECE HOJE.

Hálida Valéria Coordenadora do PROERD
Acontece hoje, às 18 horas, na Escola São José, a aula inaugural do Proerd Pais.
De acordo com a Coordenadora do Programa em Tarauacá, Policial Militar Hálida Valéria, foram matriculados 80 pais. O Proerd é um programa educacional de combate às drogas.  No rádio, Halida Prado, convidou os pais, as autoridades e a população para prestigiar.

O que é o PROERD?

PROERD – Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência, desenvolvido pela Policia Militar do Acre, em parceria com a Secretaria de Estado e Educação, Secretaria de Justiça e Segurança Pública, CONEN-AC, afim de prevenir o uso e abuso de drogas e a violência entre crianças e adolescências.

Histórico - O Proerd surgiu nos EUA em 1993, mais precisamente na cidade de Los Angeles. Expandido rapidamente, hoje esta em mais de 56 paises, 35 milhões de crianças atendidas pelo programa de prevenção às drogas e a violência.

No Brasil, o Proerd chegou em 1992 através da Polícia Militar do Rio de Janeiro, sendo extinto em 1995. Em São Paulo surgiu em 1993, através da Academia de Polícia Militar de Barro Branco. A partir daí, o programa foi revigorado e expandido para os demais estados da federação.

Surgimento no Acre

A criação do PROERD no Acre foi uma iniciativa do comandante geral da PMAC, na época, o Cel PM Gilvan Oliveira Vasconcelos, sendo continuado pelo comandante geral Alberto Camelo de Oliveira que também preocupou-se em desenvolver um projeto de prevenção voltado para um maior esclarecimento da população, em especial àqueles de menor faixa etária, dos diversos malefícios causados pelas drogas.

O programa teve inicio no primeiro semestre de 1999, conta atualmente com 63 instrutores em todo o estado e já foram formadas 11.060 crianças das escolas estaduais de todo o estado do Acre.

Aplicação do Programa - O programa é aplicado em parceria com as escolas, e é direcionado para crianças e adolescentes de 9 a 12 anos. Durante 17 semanas, com uma aula ministrada por semana, ao londo de um semestre letivo, os instrutores do Proerd, que são policiais militares fardados, auxiliados por uma cartilha, contam com a ativa participação dos professores, que atuam como divulgadores das ideias do PROERD para as demais salas de aulas e dos pais que alavancam o programa na família.

Lições do Programa - As lições objetivam o desenvolvimento da auto-estima, o cultivo da felicidade, controle das tensões, civilidade, além de ensinar técnicas de autocontrole e resistência as pressões dos companheiros às formas de oferecimento de drogas por pessoas estranhas ao convívio das crianças e adolescentes.

Ao concluir a aplicação do programa, há uma solenidade de formatura, onde a criança receberá um certificado, com a participação dos pais, professores e representantes da comunidade.

Habilitação do Corpo Docente - O corpo de instrutores é composto por policiais militares voluntários, os quais são selecionados e submetidos a rigoroso treinamento, onde é observado a conduta moral elevada, auto-estima, experiência policial. O curso de habilitação, é composto por profissionais que atuam em áreas afeta à prevenção, como saúde, educação, medicina, psicologia e legislação.

Valores Sociais - Acreditando em um ideal, o Proerd tem como um de seus objetivos proporcionar o crescimento e desenvolvimento global de nossas crianças, tornando-os cidadãos críticos capazes de resistir a pressão para usarem drogas e ajudar no processo para construção de um tão sonhado país melhor.

Benefícios Comunitários - Os policiais militares especializados em orientar crianças sobre as drogas e a violência são exemplos de cidadanias; sua presença nas escolas traz segurança a toda comunidade escolar. As informações que são transmitidas aos alunos são sempre as mais atualizadas a respeito das drogas e dos vários tipos e dos tipos de abordagens, para que os estudantes tenham condições e postura equilibrada com relações as drogas de maneira pacífica, conscientizados das conseqüências de quem se transforma em um dependente químico e de quem entra para o tráfico de entorpecentes.

Nenhum comentário: