CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

sábado, 7 de janeiro de 2017

Prefeitos acreanos nomeiam esposas e irmãos para compor quadro de secretários municipais e são criticados nas redes sociais

A Folha do Acre -Mesmo em meio a discursos de intensificação de crise, os novos prefeitos do Acre começaram suas gestões nomeando esposas e parentes para ocupar cargos na gestão municipal.

O prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (PMDB), nomeou a esposa, Keiliane Cordeiro Nunes de Melo Cordeiro, para assumir o cargo de secretária de Assistência Social com o salário de R$ 13,2 mil.

A prefeita de Tarauacá, Marilete Vitoriano (PSD), nomeou o irmão, Raimundo Vitorino, para assumir uma das mais importantes pastas municipais, a de Finanças. O prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (PMDB), nomeou a esposa, Meyre Serafim, para assumir a pasta de Cidadania.

Embora a nomeação de cônjuges para assumir secretarias não seja considerado nepotismo, o caso não está sendo bem visto pela população. Um dos prefeitos que mais tem recebido críticas é o de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro. Internautas usaram o Facebook para criticar a nomeação de Keiliane Cordeiro e para questionar a formação acadêmica da jovem que será secretária de Assistência Social.

“Por acaso essa moça é formada em Serviço Social, tem especialização na área para poder ganhar um salário tão vantajoso?”, questionou Simone Silva.

Outra internauta que questionou a nomeação de Keiliane foi Karlla Oliveira. “Agora cargo por puxa saquismo vai acabar com o povo, gente sem formação para área. Começou errado”, diz.

Nenhum comentário: