CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

sábado, 28 de janeiro de 2017

Bezerro com 3 chifres e 4 olhos chama atenção em fazenda no Acre

Bezerro pesa 370 quilos e tem cerca de um ano de idade (Foto: Aline Nascimento/G1)
G1/Acre - Um bezerro, de aproximadamente um ano, tem se destacado entre os animais em uma fazenda na cidade de Senador Guiomard, interior do Acre. O animal possui três chifres e "quatro olhos". A proprietária da fazenda, localizada no Ramal Céu Aberto, Francisca Cilene Gomes, de 38 anos, conta que comprou o animal em um leilão há menos de um ano, em Rio Branco.

A zootecnista Bruna Laurindo Rosas acredita que o terceiro chifre do animal, provavelmente, é uma alguma anomalia ou má formação. Ela disse ainda que é um caso raro. Segundo a especialista, caso não apresente desconforto ao animal, o recomendado é não mexer. "Poderia ocasionar um estresse desnecessário. Não causa nenhum tipo de problema ao animal", afirmou.

zootecnista disse que parecem um tipo de carne esponjosa. Bruna acrescentou que, para uma melhor avaliação, a fazendeira poderia chamar um veterinário para melhor avaliar o fluido que escorre. "Outra hipótese poderia ser, que talvez, na gestação houve uma tentativa falha de um irmão gêmeo, mas isso são hipóteses", ressaltou.

A fazendeira lembra que o bezerro foi pouco disputado porque não se destacava entre os outros animais. Ela diz que o chifre era pequeno, quase não aparecia e nem os olhos eram visíveis. Apenas após alguns meses, a fazendeira diz que percebeu os outros dois olhos e viu que o terceiro chifre estava ficando do tamanho dos demais. O bezerro tem um ano, pesa 370 quilos, e foi adquirido por R$ 600.

"Ele foi comprado na desmama [período em que o animal é separado da mãe]. Ele não se destacava no leilão. O chifre era bem discreto. Agora que está ficando igual aos outros", explica.

Os "olhos" extras do animal ficam no centro da cabeça, embaixo do terceiro chifre. Por serem pequenos, os "olhos" ficam escondidos atrás do pelo do animal mas, segundo Cilene, eram bem maiores. A fazendeira diz que, conforme o animal está crescendo, os olhos estão diminuindo.

"Eram mais abertos e maiores. Você abre e tem dois olhos, bem juntinhos. É até bonitinho o chifre dele, igual aos outros. É perfeito", afirma.

A proprietária revela que não pretende vender e nem sacrificar o animal. Quase um ano depois de comprá-lo, Cilene revela que só passou a mostrar fotos do bezerro há algumas semanas."Vejo ele normal no meio dos outros. Vou deixar ele crescer e virar um touro. As pessoas ficam surpresas. Mostrei para algumas pessoas e acham estranho", conclui.

Nenhum comentário: