CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Igualdade Racial é o tema de capacitação para conselheiros e gestores públicos

Gestores, conselheiros e representantes da sociedade 
civil participam da formação (Foto: Angela Peres)
Agência Acre - Com o objetivo de fortalecer a Interiorização das Políticas de Promoção da Igualdade Racial no Acre, a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) iniciou na quarta-feira, 30, no auditório do campus do Instituto Federal do Acre (Ifac), a oficina de capacitação de gestores e conselheiros municipais.

O encontro, que se estende até sábado, 3, incentiva os agentes públicos no processo de propagação das políticas referentes ao contexto racial, além de provocar a reflexão e a identificação de qualquer prática de violação de direitos.

“Cada gestor deve ser um agente transformador no seu ambiente de trabalho ou em sua comunidade, e esta oficina vem dialogar sobre as ações que combatam o racismo e a intolerância religiosa”, destaca o titular da Sejudh, Nilson Mourão.

A formação conta com a participação de representantes de cada cidade acreana e também de militantes dos direitos humanos, professores, acadêmicos e demais representantes da sociedade civil.

“No período de dois anos promovemos nos municípios diversos encontros de sensibilização das políticas de promoção da igualdade racial, estimulando a criação de conselhos municipais e de fóruns de educação que proporcionem à população negra e indígena oportunidades iguais”, relata a chefe do Departamento de Promoção da Igualdade Racial (DPIR) da Sejudh, Almerinda Cunha.

Mana Kaxinawa, que mora na aldeia Pinuya, localizada em Tarauacá, veio com mais quatro lideranças da comunidade e relata o que motivou o grupo a enfrentar quase um dia de viagem para participar da capacitação.

“Com os novos conhecimentos, entendemos os nossos direitos e o direitos dos outros, e assim respeitamos negros, índios, ou seja, precisamos eliminar qualquer tipo preconceito e racismo”, afirmou.

Awrá Omin: “O diálogo é um dos caminhos para desenvolver uma 
cultura de paz” (Foto: Angela Peres)
Awrá Omin Yalorisá foi eleita presidente do conselho de promoção da igualdade social da cidade de Xapuri, e comenta que diante de um cenário social, em que ideias conservadoras estão carregadas de conceitos distorcidos perante as minorias, a formação vem incentivar a participação dos movimentos sociais nas comunidades.

“O empoderamento da história e a resistência das nossas culturas são fundamentais para que nós, que estamos em diversos pontos do estado, possamos dialogar com os demais setores da sociedade e desenvolver uma cultura de paz”, disse.

A oficina é fruto de um convênio entre o governo do Acre e a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (SEPPIR).

Nenhum comentário: