CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

CRUZEIRO DO SUL: Chapa de Ilderlei Cordeiro deve ser julgado hoje por corrupção eleitoral


AC@$HORAS - A juíza eleitoral de Cruzeiro do Sul, Adamárcia Machado, julga nesta segunda feira (7), Ação de Investigação Judicial Eleitoral protocolada pelo MPE contra o prefeito eleito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, que pode resultar na cassação do diploma dele e do vice Zequinha Lima.

São réus no processo: o candidato eleito Ilderlei Cordeiro (PMDB) e seu Vice Zequinha Lima (PP), o prefeito Vagner Sales (PMDB), o chefe de gabinete Mário Neto, o presidente afastado do PSDB Edson de Paula e o vereador re-eleito Romário Tavares.

A AIJE postula que houve abuso de poder político e econômico por parte dos acusados, em desfavor do candidato do PSDB, Henrique Afonso, que segundo a denúncia, sofreu prejuízos porque candidatos a vereador do seu partido foram cooptados pelo PMDB, o que teria favorecido o candidato Ilderlei Cordeiro.

A investigação teve início a partir da prisão em flagrante de Edson de Paula e Mario Neto pela PF, durante ação de cooptação do candidato à vereador pelo PSDB, Clebisson Freire. Na ação da PF, foram aprendidos cinco mil reais, usados, segundo Clebisson, para ‘comprar’ a sua desistência. No flagrante, a PF também encontrou em poder de Edson de Paula, o documento de desistência já preenchido por Clebisson, restando a sua protocolação junto ao TRE.

O áudio ambiente, gravado através do celular de Clebisson Freire prova o envolvimento de Vagner, Edson de Paula e Romário Tavares na ação de desmonte da chapa PSDB/Rede em favor de Ilderlei.

A defesa dos réus concentra-se na alegação da ilicitude da gravação ambiente e postula que não houve abuso de poder político e econômico.

O promotor eleitoral Leonardo Honorato, reafirmou na denúncia a licitude da gravação ambiente citando decisão proferida pelo STF em que aceita a admissibilidade da mesma como prova, já que não se trata de interceptação telefônica.

A cidade espera o desfecho do caso, mas um dos principais cabos eleitorais da chapa, o atual prefeito Vagner Sales (PMDB) diz não esperar um resultado que não seja o de absolvição de Ilderlei Cordeiro.

Por Jairo Barbosa 

Nenhum comentário: