CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Jorge Viana faz nova reunião de trabalho com prefeitos eleitos em Brasília


DA ASSESORIA: “A eleição acabou, a partir de agora vamos trabalhar juntos. ” Foi assim, reafirmando o caráter suprapartidário da sua atuação parlamentar, que o vice-presidente do Senado, Jorge Viana, abriu na quarta-feira (26), em Brasília, uma reunião com seis dos vinte e dois dos novos prefeitos do Acre eleitos em outubro: Bené Damasceno (PROS), de Porto Acre, Isaac Piyãnko (PMDB), de Marechal Thaumaturgo, Zezinho Barbary (PMDB), de Porto Valter, Marilete Vitorino (PSD), de Tarauacá, João Flores (PSB), de Epitaciolândia, e Sebastião Correia (PMDB), de Rodrigues Alves. Com este encontro, são vinte prefeitos eleitos e reeleitos este ano que conversaram com o senador sobre os desafios dos próximos quatro anos. 

A reunião contou ainda com a participação do deputado federal Raimundo Angelim (PT). Ele comprometeu-se a continuar trabalhando com todas as prefeituras do Acre, independente das siglas partidárias: “Estou à inteira disposição dos nossos prefeitos. Temos que trabalhar juntos, ver a floresta, e não a árvore”. 

Jorge Viana disse aos prefeitos eleitos que, para administrar em tempos de crise, é preciso investir numa gestão pública enxuta e eficiente. O senador também pediu atenção às emendas parlamentares já aprovadas em anos anteriores e que ainda não foram pagas. Ele explicou que existem cerca de R$ 70 milhões em emendas nesta situação e que vale a pena o esforço para que sejam liberadas ao longo dos próximos quatro anos. “Estou aqui para ajudar nas negociações, facilitar audiências, o que for preciso. Nesta crise, não existem programas novos, temos que olhar com lupa para o que já existe e tentar conseguir recursos”, afirmou. 

Para o senador, a crise pode piorar e, embora as dificuldades não sejam causadas pelos municípios, “tudo o que acontece na cidade é diretamente cobrado do prefeito porque ele é a autoridade mais próxima das pessoas”. Mesmo com avaliação dura sobre a situação que os gestores vão enfrentar, o senador não quer passar mensagem de pessimismo, mas dar “um banho de realismo”. E desafiou: “Dá para trabalhar sem dinheiro, só temos que ser mais criativos. Tem como fazer uma gestão bem-sucedida, mesmo durante uma crise como essa”. 

Prefeito de Rio Branco por quatro anos e governador do Acre por dois mandatos, Jorge Viana está disposto a compartilhar sua experiência, ajudar a formular políticas públicas com os prefeitos eleitos e reunir-se com as novas equipes em seus municípios.

O que disseram os prefeitos :


Estou bem consciente da crise. Vim para pedir ajuda e quero trabalhar em conjunto. Estou feliz em chegar aqui e agradeço a receptividade."
Marilete Vitorino (PSD) – Tarauacá

“O senador sempre conversou com a gente, sempre me procurou quando ia a Porto Walter e fui bem tratado todas as vezes que o encontrei, sempre mandou emendas para mim. Ouvi sobre sua experiência como como gestor público e aqueles conselhos me ajudaram muito.” 
Zezinho Barbary (PMDB) - Porto Valter

“Acredito que vamos fazer uma boa parceria e que vai nos atender quando precisarmos. A eleição ficou para trás, é um momento de união.”
Sebastião Correia (PMDB) - Rodrigues Alves

“Sou servidor público há 24 anos, estudei política e sei que na prática é outra realidade. O diálogo é importante e vamos precisar muito de apoio. Quero trabalhar com todos.” 
Isaac Piyãnko (PMDB) - Marechal Thaumaturgo

“O senador que nossas dificuldades são muito grandes. Ele pode ter certeza de que, o que for para Porto Acre, mesmo que seja pouco, será bem aplicado. Nós vamos mudar e, para isso, precisamos de ajuda. ” 
Bené Damasceno (PROS) - Porto Acre

“Sempre pude contar com o apoio do senador Jorge Viana. É uma honra conversar com ele não só sobre emendas, mas também sobre gestão pública. ” 
João Flores (PSB) – Epitaciolândia

Nenhum comentário: