CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

FEIJÓ: Governo amplia em 50% sistema de tratamento de água do município

Se antes a Estação de Tratamento de Água (ETA) era capaz de beneficiar 60 litros por segundo, agora a produção saltou para 90 litros – Foto: Sérgio Vale
Agência Notícias do AcreComo parte de suas ações pelo saneamento integrado em todo o Acre, o governador Tião Viana inaugurou ontem a ampliação em 50% do sistema de tratamento de água de Feijó. Se antes a Estação de Tratamento de Água (ETA) era capaz de beneficiar 60 litros por segundo, agora a produção saltou para 90 litros.

“Esse é um dos meus esforços, porque sei o que isso significa para a saúde. Com a água em todas as residências, diminuímos a mortalidade infantil e o número de internações por doenças infecciosas, pois o grande vetor para mudar a qualidade de vida de uma população é distribuir boa água. E aqui nós temos o maior programa de saneamento integrado do Brasil, alcançando 90% das ruas do Acre”, conta Tião Viana.

Ainda assim, a distribuição de água no município já seguia um ritmo confortável, sendo diária e com 3.300 ligações residenciais – duas mil só no bairro Conquista, que as recebeu nos últimos anos. A produção também em Feijó é 24 horas por dia, contando com uma equipe completa do Departamento Estadual de Água e Saneamento (Depasa).

O diretor-presidente do Depasa, Edvaldo Magalhães, completa: “O governador Tião Viana foi quem fez o maior investimento em saneamento no Acre. E só na interligação do bairro Conquista, aumentamos em 180% a rede de água de Feijó. Mas o abastecimento de água aqui já é satisfatório. O que inauguramos hoje é uma prevenção, que irá garantir que a cidade tenha água todos os dias, 24 horas, por muito tempo”.

O deputado federal Moisés Diniz também participou da solenidade de inauguração e ficou maravilhado com os avanços conquistados. “Eu agradeço a oportunidade de que minha primeira ação como parlamentar em Feijó seja de participar do aumento da produção de água. Isso é uma conquista, pois o abastecimento de água nunca foi prioridade de muitos governos do passado.”

Nenhum comentário: