CONTATO: gomesaccioly@gmail.com - 68 99775176

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

JORDÃO: Governo garante a primeira indústria de barcos do município


A parceria entre governo do estado e prefeitura garantiu aos moradores do Jordão a primeira indústria naval. O galpão de 150m², equipado com máquinas modernas, será usado pelos marceneiros e construtores navais. O espaço também servirá como escola naval.
A ideia do governo é disseminar na região a cultura das bajolas – barco de madeira, que pode atingir a velocidade de 70 quilômetros por hora.
Para isso a Secretaria de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis (Sedens), levou para o município dois bajoleiros de Cruzeiro do Sul, com o objetivo de ministrar curso de fabricação de bajolas para todos os interessados.

Albir Figueiredo é um dos mais antigos construtores navais do município (Foto: Kézio Araújo/ Blog Fala Jordão)
A novidade agradou os moradores. O simpático Albir Figueiredo é um dos mais antigos construtores navais do município, mas a famosa bajola é novidade para ele. “Faço barcos há muitos anos, mas confesso que nunca fiz uma bajola, vou ter que participar do curso para aprender”, confessou aos risos.
O secretário da Sedens, Edvaldo Magalhães, o deputado Moisés Diniz e o prefeito do município, Elson Farias, estiveram na inauguração anunciando as novidades para centenas de jordanenses. 

Edvaldo Magalhães - Sedens (Foto: Kézio Araújo/ Blog Fala Jordão)
Edvaldo Magalhães garantiu que, em breve, assim como ocorreu em Cruzeiro do Sul, haverá também corrida de bajolas. “A bajola encurtará as distância entre vocês, mas também poderá ser usado em momentos de lazer”, explicou.

Elson Farias, prefeito de Jordão (Foto: Kézio Araújo/ Blog Fala Jordão)
Emocionado, Elson Farias falou que ali estava se realizando um sonho antigo, a melhoria do transporte fluvial do município. “Neste galpão vamos nos profissionalizar e ganhar dinheiro de forma mais prática e fácil. Melhorando o nosso transporte e nossa vida”, disse.

(Jaqueline teles)

Nenhum comentário: